16/02/2018 às 17h16min - Atualizada em 16/02/2018 às 17h16min

Aguardando medicamentos, morre menino que tratava leucemia

Remédios para o tratamento custavam cerca de R$ 52 mil a caixa; Prefeitura e SES-MG foram notificadas judicialmente

JOSÉ ELIAS MENDES | REPÓRTER
Matheus foi diagnosticado em 2015 / Foto: Orcioly Andrade/Arquivo Pessoal

Morreu na tarde desta quinta-feira (15), o menino Matheus Henrique da Silva Alves, de 10 anos, que lutava contra uma leucemia há três. O garoto ganhou projeção local após sua família mobilizar uma campanha nas redes sociais.

A campanha tentava arrecadar fundos para a aquisição de medicamentos que ajudariam no tratamento da doença, visto que um doador de medula óssea compatível não foi encontrado. Cada caixa do remédio custava cerca de 52 mil reais e o menino precisava de três delas.

Como a medicação não é oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a família tinha conseguido, através de uma liminar da Justiça, que fosse oferecida pela Prefeitura Municipal e pela Secretaria Estadual de Saúde. Ambos os órgãos informaram que estavam em processo de análise para atender à decisão em tempo hábil.

Matheus estava internado no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), que confirmou o falecimento.

ANIVERSÁRIO

Em novembro passado, Matheus completava 10 anos de idade e ganhou uma festa de aniversário especial. Ele pôde comemorar a data junto à Polícia Civil. O sonho do garoto era seguir carreira na instituição, que o presenteou com o título simbólico de primeiro policial civil mirim uberlandense.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »