07/02/2018 às 04h57min - Atualizada em 07/02/2018 às 04h57min

Sobe para 61 o número de mortes por febre amarela em MG

Aumento é de 69% em relação ao último boletim; vacinação foi reforçada

VINÍCIUS LEMOS | REPÓRTER
Município disponibiliza vacinação também no Parque do Sabiá e Terminal Central / Foto: Araípedes Luz/Secom/PMU
 
O número de mortes causadas por febre amarela em Minas Gerais subiu 69% entre a última semana de janeiro e a primeira de fevereiro e chegou a 61 óbitos confirmados no Estado. Os números são do Informe Epidemiológico da doença, divulgado ontem (6), e fazem referência ao período iniciado em julho de 2017, o qual mostra que Uberlândia ainda não teve nenhum caso registrado. O Município, contudo, ainda não chegou ao mínimo de 95% da cobertura vacinal apontada como meta.

Em Minas, 164 casos de febre amarela foram confirmados e outros 301 estão sob investigação, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde. Além das 61 mortes já confirmadas, outros 16 óbitos ainda passam por avaliação.

A cobertura vacinal estadual chegou a 83,38%, com a estimativa de que quase 3,3 milhões de pessoas ainda não foram imunizadas contra a febre amarela, especialmente na faixa-etária de 15 a 59 anos de idade.

Em entrevista coletiva em Belo Horizonte, o secretário de Saúde em exercício, Nalton da Cruz, afirmou que haverá ampliação do decreto de emergência em Saúde Pública. “Os municípios que integram as regionais prioritárias receberão repasses para que sejam desenvolvidas ações mais efetivas no enfrentamento à doença”, explicou.

VACINAÇÃO LOCAL

Especificamente em Uberlândia, há apenas o registro de que um macaco foi encontrado morto com a doença, em novembro de 2017. A cobertura vacinal do Município atualmente é de 87,4% e, nesta semana, a Prefeitura passou a também oferecer vacinas contra a febre amarela no Terminal Central e no Parque do Sabiá. O objetivo é facilitar o acesso à imunização e melhorar o índice de cobertura local.

No Terminal Central a vacinação acontece nas plataformas de embarque e desembarque, entre 7h e 9h e entre 16h e 20h. Enquanto isso, no Parque, as doses são distribuídas das 16h às 20h no quiosque multiuso, na entrada do bairro Tibery. A vacinação continua normal nas unidades de saúde do Município.

Toda a área da Superintendência Regional de Saúde de Uberlândia continua em alerta para a intensificação desse tipo de trabalho, o que inclui outras 13 regionais, de acordo com o boletim publicado ontem.
 
EM DOIS MESES

Uberlândia tem 113 casos prováveis de dengue

Uberlândia tem 113 casos prováveis de dengue em 2018, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde, divulgados nessa segunda-feira (5). Dois deles foram registrados na primeira semana de fevereiro. Não há mortes causadas por dengue no Município neste ano.

Em todo o Estado, há pouco mais de 3 mil casos prováveis da doença desde janeiro, sendo que o Governo ainda investiga três mortes que podem ter sido causadas pela dengue.

Uberlândia não tem nenhum caso de zika vírus em 2018, mas há uma confirmação de febre chikungunya no Município no período.
 
FEBRE AMARELA

Minas Gerais
(Desde jul/2017)
164 casos confirmados
Sendo 301 em investigação
61 mortes
Cobertura vacinal – 83,38%
 
Uberlândia
(Desde jul/2017)
Nenhum caso registrado
Cobertura vacinal – 87,4%
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »