30/01/2018 às 19h48min - Atualizada em 30/01/2018 às 19h48min

Supermercadistas crescem 2,29% em 2017 no Estado

Em Minas, setor teve expansão maior do que a registrada nacionalmente

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER
Segmento supermercadista mineiro abriu 66 lojas em 2017 / Foto: Valter de Paula/Secom/PMU

O setor supermercadista mineiro teve crescimento acima do nacional em 2017. De acordo com a Associação Mineira de Supermercados (Amis), o segmento teve o sexto ano seguido de expansão, com alta de 2,29%. No País, o crescimento foi de 1,25%, segundo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Para este ano, a projeção para o cenário mineiro é de crescimento ainda maior: 2,8%.

Além da alta acima do nacional, o resultado de 2,29% ficou acima das projeções da Amis no início de 2017 (1,7%). No cenário nacional, por sua vez, ocorreu o contrário, e o resultado do faturamento divulgado pela Abras ficou abaixo da projeção da entidade, que estimava uma elevação de 1,5%. Para este ano, a Abras espera crescimento de 3%.

De acordo com a Amis, o crescimento pode ser atribuído a fatores como aumento do nível da ocupação dos consumidores, aumento da massa de rendimentos, melhora geral no ambiente econômico e o próprio dinamismo do setor com ações para melhorar as vendas. Em nível nacional, a queda no preço de diversos produtos além do que era esperado afetou no crescimento do setor.

Proprietário de supermercado no bairro Aparecida, região central, Guilherme Miranda também acredita que, neste ano, o setor deve ter resultado ainda melhor do que no ano passado. “O resultado de 2017 foi bom porque a economia deu uma estagnada e o consumidor deixou de gastar com o supérfluo, mas com o alimento não. Além disso, no ano passado tivemos muitas baixas nos preços de diversos alimentos e foi um período onde as promoções foram muito trabalhadas”, disse Miranda.
 
FATURAMENTO
 
Com o crescimento de 2,29%, o faturamento real dos supermercados mineiros alcançou a marca de R$ 34,7 bilhões em 2017. De acordo com a Amis, o segmento supermercadista mineiro abriu 66 lojas em 2017 e reformou outras 74, o que significou a geração de 10,2 mil novos postos de trabalho. Ao todo, foram investidos R$ 492,5 milhões.  

Com os novos números, o segmento encerrou o ano de 2017 empregando diretamente 190.400 colaboradores. O total de lojas chegou a 7.173 no estado.

Os números também estão acima do que foi projetado pela Amis no início de 2017, que eram de 56 novas unidades; 70 reformas e 5,6 mil novos empregos. Os investimentos, na época, foram estimados em R$ 400 milhões.
 
EXPECTATIVAS
 
Empresários ouvidos pela Amis esperam que este ano seja de consolidação das lojas abertas em 2017, mas os aportes em novos pontos vão continuar mesmo em números menores.  As principais redes do estado já confirmaram a abertura de lojas e reformas de outras unidades.

Ao todo, o segmento deve ganhar mais 60 pontos de vendas em 2018 e cerca de 6,8 mil postos de trabalho serão gerados. O que deve demandar investimentos da ordem de R$ 440 milhões.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »