30/01/2018 às 05h32min - Atualizada em 30/01/2018 às 05h32min

Macaco é encontrado morto no bairro Lídice

Agentes de saúde fizeram ação de bloqueio nas imediações no último sábado

WALACE TORRES | EDITOR
Agentes percorreram residências e terrenos para aplicar veneno contra o mosquito transmissor / Foto: Divulgação

Agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) fizeram uma ação de bloqueio contra a febre amarela no último sábado, na região do bairro Lídice, depois que um macaco foi encontrado morto nas imediações. Segundo moradores, a notícia sobre a morte do primata foi divulgada no fim da tarde de sexta-feira (26).

No sábado, pela manhã, os agentes percorreram todas as residências e terrenos baldios portando bomba costal e fizeram a aplicação de veneno contra o mosquito Aedes aegypti. A notícia se espalhou nas imediações e deixou moradores assustados. “O funcionário nos disse que a suspeita é que o macaco morreu de febre amarela”, disse o gráfico Marco Túlio Oliveira, que mora na região e também recebeu a ação dos agentes de saúde. Ele conta que é a primeira vez que tem notícias de macaco morto no bairro e que o primata pode ter vindo do parque linear do bairro Lagoinha. Marco Túlio disse ainda que ele e a esposa já tomaram a vacina contra a febre amarela, e que tem orientado os vizinhos a fazerem o mesmo.

O animal morto foi recolhido e levado para análise laboratorial, em Belo Horizonte. Os resultados levam aproximadamente 30 dias.

Este é o primeiro caso de primata encontrado morto este ano no perímetro urbano de Uberlândia. Até o momento não há nenhum caso confirmado da doença no município.

O macaco não transmite a febre amarela. Assim como os humanos, os primatas também são vítimas do mosquito. A morte de macacos é o primeiro sinal de que o vírus está em circulação na região.

Na semana passada, o primeiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) apontou o índice de 6,7% de infestação, o que coloca Uberlândia em situação de risco de surto de dengue. O mosquito é o mesmo que transmite a febre amarela, zika vírus e chikungunya.

Ontem, a reportagem tentou falar com os coordenadores dos programas de imunização e de controle de dengue, mas ambos estavam em reunião e não foram localizados. A Secretaria de Comunicação informou que esta semana novas ações serão anunciadas de combate aos focos do mosquito na zona urbana e rural. Ontem, também, teve início o mutirão de limpeza na região do bairro Morumbi. A ação se estende durante toda a semana. Em seguida, será a vez dos bairros do Complexo Integração.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »