24/11/2017 às 05h31min - Atualizada em 24/11/2017 às 05h31min

Dmae lança cápsula do tempo para 2067

DA REDAÇÃO
Iniciativa marca aniversário de meio século da autarquia / Foto: Marco Crepaldi/Secom/PMU

 

No dia do aniversário de 50 anos de sua fundação, celebrado ontem, o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) lançou uma cápsula do tempo. O dispositivo vai guardar, até 2067, objetos, relatos de sonhos e projetos para daqui 50 anos, quando a autarquia completará um século de vida.

O evento contou com a parceria do 5º Batalhão de Bombeiro Militar. As cartas depositadas na cápsula foram escritas por alunos integrantes do projeto Bombeiro Mirim e filhos de funcionários da autarquia. Pacientes do Hospital do Câncer contribuíram com o livro que contém fotos e desenhos feitos pelos próprios pacientes sobre o rio Uberabinha.

Os secretários Dorovaldo Rodrigues, Mônica Debs, Célia Tavares, o diretor geral do Dmae, Sérgio Attie, e o prefeito Odelmo Leão também deixaram suas aspirações para o futuro.

Para o diretor Sérgio Attie, a água será o produto mais valorizado nos próximos 50 anos. “Com o decorrer do tempo, a água será motivo de disputas entre nações e a dessalinização da água do mar será uma grande alternativa. Teremos grandes aquedutos cortando o planeta distribuindo água”, disse em seu pronunciamento durante o evento.

A cápsula de 200 kg foi confeccionada na Fábrica de Tubos do Dmae pelos próprios funcionários e é feita de aço ASTM-A36 (utilizada para fabricação de adutoras).

 

HISTÓRIA

Criado em 1967, o Dmae concretizou sua primeira obra da Estação de Tratamento Sucupira no dia 23 de novembro do mesmo ano, data da inauguração da autarquia. A originalidade do sistema de tratamento e abastecimento fez da ETA Sucupira uma das construções sanitárias mais avançadas da época, possuindo o primeiro modelo de bombas movidas a turbinas hidráulicas, um sistema integrado com motores elétricos e a diesel.

O Dmae conta hoje com duas estações de captação e tratamento de água (ETAs Sucupira e Bom Jardim) e está construindo a terceira (Capim Branco). Quando a primeira fase de Capim Branco estiver concluída, garantirá o abastecimento para 1,5 milhão de pessoas.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »