20/11/2017 às 16h46min - Atualizada em 20/11/2017 às 16h46min

Rossandro Klinjey faz palestra na cidade

DA REDAÇÃO
Autor de 4 livros, psicólogo traz à cidade o tema: “Emoções para a Vida” / Foto: Divulgação

 

O programa “Curtir é Viver – Diga Sim à Vida” traz nesta terça (21) a Uberlândia a palestra “Emoções para a Vida” do psicólogo, escritor e mestre em saúde coletiva Rossandro Klinjey. O evento, às 19h30, será realizado no Center Convention e a entrada equivale a 4 quilos de alimentos não perecíveis (exceto sal e açúcar) que podem ser trocados na rede D’Ville de supermercados.

Os alimentos serão totalmente doados para as seguintes entidades uberlandenses: Casa Santa Gemma (Pastoral de Rua), Comunidade Vida Nova Cantinho do Céu, Escola de Educação Especial Novo Horizonte, Fundação Filadélfia, Núcleo Servos de Nazaré, Centro Espírita Ticôte, Comunidade Bethânia, Casa Santa Cecília e Pastoral Social da Paróquia São Judas Tadeu.

Considerado um fenômeno na internet, Rossandro Klinjey vai proferir a palestra “Emoções para a Vida”. Autor de quatro livros, ele tem se dedicado atualmente às múltiplas áreas do aprimoramento do conhecimento humano, como motivação, liderança, recursos humanos, perspectivas da educação, relações interpessoais, desenvolvimento emocional, gestão de pessoas, serviço público e cultura da paz.

Na palestra, Klinjey aborda questões relativas às dúvidas dentro das famílias. Sobretudo na criação de filhos e filhas. “A natureza é cheia de exemplos de quando a gente quebra etapas, a gente destrói o processo. Se você estiver numa fazenda, vendo um pintinho querendo sair da casca do ovo ao nascer. Se você for ajuda-lo a quebrar a casa, aí ele morre de fome, porque essa etapa o ajuda a fortalecer o bico para poder comer no restante da vida”, relaciona o palestrante para explicar que os pais devem criar os filhos (as) fora das “redomas” emocionais, preparando-os para a vida, com suas dificuldades inerentes, percalços, fracassos e outros problemas que temos que aprender a enfrentar sozinhos no decorrer da vida.

“Uma pesquisa nos Estados Unidos mostra que as crianças na faixa etária dos 10 aos 14 anos têm morrido mais de suicídio do que de acidentes automobilísticos. Há uma geração incapaz de responder às coisas da vida, pela superproteção paterna e materna. Isso ocorre por um processo educativo ineficiente e que deixa as crianças com incapacidade de desenvolvimento pessoal”, disse o palestrante.

Por isso, Rossandro Klinjey busca na palestra mostrar como as famílias devem se preparar para lidar com as emoções para a vida. “Somos o resultado das expectativas que temos de nós mesmos e do quanto acreditamos em nosso potencial”, conclui o palestrante, que estará hoje em Uberlândia. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »