02/11/2017 às 05h45min - Atualizada em 02/11/2017 às 05h45min

Quando a perda se transforma em canção

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA

Hoje, Dia de Finados, é uma data que nos leva a lembrar ainda mais das pessoas que passaram por nossas vidas e de certa forma a marcaram. A dor da perda muitas vezes não passa, apenas acostuma-se com ela. Seja em que grau de parentesco ou amizade for, é uma lembrança que sempre estará por ali.

Para alguns músicos, a dor da perda se transformou em canção, e às vezes até em álbuns completos. Selecionamos aqui seis desses trabalhos que foram uma forma de amenizar essa eterna saudade. Confira sete desses registros.

 

TONIGHT´S THE NIGHT (1975)

Neste disco o astro Neil Young fala sobre as perdas provocadas pelas drogas. O cantor e compositor compôs as músicas desse álbum após a morte de dois de seus companheiros de palco, o guitarrista do Crazy Horse, Danny Whitten, e o roadie Bruce Berry, ambos por overdose de heroína.

 

TEMPLE OF THE DOG (1991)

Para os adeptos do grunge esse é um álbum essencial. O grupo Temple of the dog foi um projeto único que contou com Chris Cornell, saudoso vocalista e guitarrista do Soundgarden, Eddie Vedder, Stone Gossard, Jeff Ament e Mike McCready do Pearl Jam e ainda o baterista Matt Cameron, hoje no Pearl Jam que também foi baterista do Soundgarden. As músicas são dedicadas a Andrew Wood (Mother Love Bone, Malfunkshun), vocalista que morreu em Seattle em 1990, vítima de overdose de heroína.

 

TEARS IN HEAVEN (1992)

O single de Eric Clapton contou com a ajuda de Will Jennings para ser escrito. Clapton fala sobre a dor da perda do filho Conor, que morreu aos quatro anos de idade em 1991, depois de cair da janela d8 53º andar de um prédio em Nova York. Segundo entrevista veiculada pela Associated Press em 2004, neste mesmo ano 2004 Clapton parou de executar essa canção, assim como “My father’s eyes” também composta para Conor.

 

TO THE FAITHFUL DEPARTED (1996)

Este álbum da banda The Cranberries, liderado pela talentosíssima Dolores O'Riordan, traz 13 canções sobre partidas, saudade, dor, questionamentos e luto. Nele são lembrados figuras como o líder do Nirvana Kurt Cobain e o ex-presidente norte-americano John Fitzgerald Kennedy.

 

COME BACK (1996)

A música “Come back” está no álbum autointitulado do Pearl Jam lançado em 2006. A composição fala da morte de alguém amado. Em algumas apresentações o vocalista Eddie Vedder dedica a canção a um dos seus melhores amigos, Jhonny Ramone, morto em 2004 após perder uma batalha para o câncer. Do mesmo álbum, “Life wasted” foi escrita por Eddie após voltar do funeral do amigo.

 

FUNERAL (2004)

Essa foi uma das melhores estreias dos últimos 30 anos de uma banda. A Arcade Fire chegou para não ir mais embora com um disco feito em um período doloroso para três de seus integrantes. Na época Richard Parry havia perdido uma tia, Régine Chassagne teve que lidar com a morte da avó e os irmãos Win e William Butler com a morte do avô. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »