25/10/2017 às 17h38min - Atualizada em 25/10/2017 às 17h38min

Cemig divulga ações para atendimento durante chuva

Companhia irá aumentar equipes e trabalhadores durante o período

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER
Gilmar Mendonça diz que Cemig investiu R$ 91 milhões em melhorias no Triângulo e Alto Paranaíba / Foto: Vinícius Romario

 

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) apresentou hoje o plano de atendimento a ser empregado no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba durante o período chuvoso, iniciado neste mês. Para suportar toda a demanda, que, em alguns casos, pode crescer 180%, estão previstos, por exemplo, acréscimos temporários de funcionários e de equipes de rua em Uberlândia e cidades da região. O objetivo é minimizar o efeito das interrupções de energia no período, principalmente durante tempestades.

De acordo com a meteorologia da Cemig, as chuvas devem seguir até março de 2018 e ficar acima da média histórica dos últimos anos na região. As temperaturas, por outro lado, devem ficar abaixo das médias contabilizadas em períodos anteriores, principalmente por causa do fenômeno La Niña.

Os dados apresentados durante a coletiva apontaram um comparativo entre os atendimentos da Cemig na região em dias normais e em dias de condições climáticas adversas. Em dias de chuva, por exemplo, os atendimentos telefônicos aumentam 182%, passando 33,4 mil ao dia para 94,2 mil. O atendimento presencial sobe de 19,7 mil para 24,6 mil, um aumento de 25%. Já os atendimentos digitais sobem 87%, passando de 47,3 mil para 88,6 mil.

Segundo o gerente de expansão de médias e baixas tensões da Cemig na região, Gilmar Cabral de Mendonça, o plano de atendimento é implementado nessas situações. Nos dias críticos, os postos de atendimento na região sobem de 296 para 400 e o número de profissionais aumenta de 910 para 1,1 mil. As equipes técnicas que vão para as ruas também têm acréscimo de 286 para 560. Há ainda aumento nos postos de trabalho, passando de 40 para 60 e os profissionais sobem de 126 para 176.

“Divulgamos esses dados para que a população saiba que temos ações preparadas para dias atípicos, e que acontecem em frequência maior durante as chuvas. Pedimos calma também, pois quando uma árvore cai ou uma rede é atingida, dificulta o trabalho dos nossos técnicos. As situações adversas são para todos”, afirmou Mendonça.

Os clientes podem entrar em contato com a Cemig pelo telefone 116 ou pelo aplicativo Cemig Atende, disponível para todos os smartphones.

 

INVESTIMENTOS

De acordo com o gerente de expansão de médias e baixas tensões da Cemig na região, Gilmar Cabral de Mendonça, dos R$ 455 milhões investidos nesse ano em todo o Estado, R$ 91 milhões foram utilizados no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Também foram inspecionados 8.175 Km de rede urbana e podadas 10,5 mil árvores que estavam em conflito com a rede elétrica. Houve manutenção em mais de 4 mil estruturas e 465 postes foram substituídos.

Ainda segundo os dados apresentados, ao longo de todo este ano, os clientes da Cemig ficaram sem energia, em média, 4 horas e 40 minutos. No ano passado foram 5 horas.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »