11/10/2017 às 18h04min - Atualizada em 11/10/2017 às 18h04min

PM intensifica segurança na zona rural da cidade

Militares lançaram operação de combate a crimes contra produtores

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER
Operação Terra Fértil foi apresentada ontem no Sindicato Rural a fazendeiros e empresários / Foto: Sindicato Rural/Divulgação

 

A Patrulha Rural da Polícia Militar (PM) lançou, hoje, no Sindicato Rural de Uberlândia, a operação Terra Fértil. A ação acontecerá até março de 2018 e visa intensificar a prevenção e a repressão aos crimes de roubo de insumos agrícolas que ocorrem durante o plantio de grãos. Será empregado na operação todo o efetivo da Patrulha Rural, composto por oito viaturas e cerca de 40 policiais militares.

“Tudo foi programado para compreender todo o período da safra, no qual a gente nota que os infratores atuam mais nos roubos de insumos agrícolas, como fertilizantes, defensivos e maquinários”, afirmou o tenente Genildo Moreira Lima.

Ele também afirma que as ações desenvolvidas vão contar com o auxílio do setor de inteligência da PM. “Teremos um conjunto de medidas para evitar a criminalidade na zona rural do município, integrando os policiais, os produtores e os empresários”, ressaltou.

Durante o lançamento da operação, produtores rurais e empresários do ramo de insumos agrícolas também estiveram presentes e ouviram algumas orientações da PM.

Proprietário de uma revenda de insumos agrícolas em Uberlândia, Fernando Anatólio disse que já segue há algum tempo as orientações da PM. “Sempre evitamos que nossos entregadores rodem à noite. Também não estocamos muito produtos na revenda”, disse Anatólio.

O produtor rural Gilmar Goudard esteve no lançamento da operação e disse considerar de fundamental importância a união entre a PM e o produtor para que haja mais tranquilidade para trabalhar no campo. “Hoje é necessário que haja essa troca de informações para que a gente se sinta mais seguro na zona rural. Enfrentamos muitos problemas e as estratégias para a nossa proteção são sempre bem vindas”, disse Goudard.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Uberlândia, Thiago Fonseca, é importante alinhar o produtor rural à segurança pública e à tecnologia. “Os marginais sempre mudam as ações e nós também precisamos saber nos defender. A tecnologia auxilia nisso, pois hoje temos câmeras de vigilância, alarmes e outros sistemas que trazem mais segurança ao campo.”

 

Dicas de segurança divulgadas pela Polícia Militar

- Adote medidas para que pessoas estranhas nunca saibam da compra, transporte ou armazenagem de defensivos e insumos agrícolas em sua propriedade

- Não compre defensivos de procedência duvidosa, sem nota fiscal ou abaixo do preço de mercado. Este ato pode ser qualificado como crime de receptação

- Transporte cargas preferencialmente durante o dia, evitando paradas nas estradas ou rodovias

- Instale nos locais de maior vulnerabilidade dispositivos eletrônicos de segurança

- Adote sistemas de comunicações, como telefone e rádio, para inibir ação de criminosos

- Mantenha escondido um celular na fazenda para emergências

- Dificulte o acesso à sua fazenda, colocando cadeados nas porteiras e portões de entrada

- Evite deixar visíveis máquinas, implementos agrícolas, ferramentas ou quaisquer objetos de sua propriedade, procurando mantê-los trancados em local seguro

- Busque referências antes de contratar novos empregados

- Suspeite de pessoas que estejam rondando as fazendas, sobretudo à noite, com veículos de grande porta-malas, caminhonetes ou picapes leves

- Em caso de assalto, não reaja e, se possível, procure observar a fisionomia dos bandidos para facilitar posterior reconhecimento


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »