10/10/2017 às 16h28min - Atualizada em 10/10/2017 às 16h28min

Lojistas esperam por até 5% de alta nas vendas

VINÍCIUS LEMOS | REPÓRTER
Cerca de 45% dos consumidores deverão optar por compra de brinquedos / Foto: Agência Brasil/Arquivo

 

Os empresários de Uberlândia esperam, em sua maioria, aumento de até 5% nas vendas para o Dia das Crianças, de acordo com a pesquisa realizada pela Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Uberlândia com seus associados. Em 2016, em geral, o crescimento nos negócios chegou a 7%, ainda segundo a entidade.

A pesquisa ainda apontou que 75% dos consumidores entrevistados pretendem presentear as crianças. Os próximos dias, que antecipam a data, 12 de outubro, serão cruciais para a alta nas vendas, segundo os lojistas procurados pelo Diário do Comércio.

Ainda segundo a pesquisa, cerca de 45% dos compradores devem optar por brinquedos para presentear as crianças e outros 31% irão dar roupas, ambos gastando até R$ 100. O lugar escolhido das compras para 40% dos entrevistados será algum shopping da cidade, enquanto 28% devem optar pelos comércios centrais de Uberlândia. Para os empresários, 79% desses compradores devem pagar as compras com cartão de crédito.

A superintendente da CDL, Lécia Queiroz, reforça que o crescimento esperado é importante para a classe empresarial em um momento de cenário recessivo. “É uma excelente oportunidade para reforçar o caixa para o fim do ano, afinal este é um público [crianças] que já espera e sabe indicar o presente desejado e os pais, tios e padrinhos se esforçam para superar as expectativas de seus pupilos", afirmou.

Para atrair os clientes, cerca de 50% dos lojistas entrevistados afirmaram que utilizarão descontos e promoções, enquanto outros 50% apostam em brindes como ações atrativas de venda. Os associados entrevistados pretendem estender o horário até as 20h para atender os clientes. Na quinta-feira (12), feriado nacional, as lojas de brinquedo e as localizadas em shoppings devem abrir normalmente.

 

LOJISTAS

A maior parte dos lojistas entrevistados pelo Diário espera que essa semana seja de boas vendas para confirmar a expectativa de crescimento para 2017. Todos eles estão localizados na região central da cidade.

No caso da loja de brinquedos gerenciada por Maria José Siqueira, as vendas até agora estão 20% abaixo do esperado, mesmo com promoções e preços sem reajuste. “É o ano com mais promoções que já fizemos, mas a semana pode surpreender, estamos otimistas para isso”, disse.

Para o proprietário de uma loja de calçados, Renato Arrais, a linha infantil continua sem alteração nas vendas, o que já deveria ter acontecido pela proximidade com o Dia das Crianças. “Talvez na quarta as vendas melhorem, porque brasileiro deixa sempre para última hora”, afirmou.

Empresária do ramo de roupas infantis, Cislena de Souza contou ter bons resultados até o momento, com melhora de 20% nas vendas por conta do período. “No meu caso a nova estação ajuda. Com a passagem de uma estação fria para uma quente coincidindo, mães e pais acabam comprando mais peças”, disse.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »