26/09/2017 às 05h46min - Atualizada em 26/09/2017 às 05h46min

Leitura deve 'contaminar' brasileiros

Encontro Literário do Cerrado traz, entre outras atrações, Ziraldo, que completa 85 anos em outubro

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Ziraldo está em Uberlândia hoje e participa do Elicer / Foto: Divulgação

 

Começa hoje (26) e segue até sábado (30), no Centro de Convenções Unialgar, em Uberlândia, a segunda edição do Encontro Literário do Cerrado (Elicer) que chega para tornar a literatura protagonista da semana com dezenas de participações de autores regionais e nacionais que participam de 104 atividades nos próximos dias. Ao todo, são 119 convidados que dividem suas experiências com os visitantes. A entrada é gratuita e expectativa é receber 50 mil pessoas nos cinco dias. Na primeira edição, em 2015, foram 38,8 mil visitantes. Entre as atrações nacionais estão Ziraldo, Tiago de Melo Andrade, Eloi Zanetti, entre outros, e ainda destaques da literatura regional. Nesta edição, o Elicer terá como foco a literatura e inovação. Além do Espaço Tecnologia, em parceria com o Instituto Algar, o evento traz como novidade a transmissão via internet das atividades para todo o país.

Prestes a completar 85 anos (em 24 de outubro), Ziraldo é um dos principais autores e ilustradores brasileiros. Em entrevista por telefone ao jornal Diário do Comércio, no início da tarde de ontem, afirmou que o complicado de se ficar velho é que o físico não acompanha o intelecto. “Sou um ancião. A idade tira muita energia física do ser humano. Me sinto bem mais novo e sou viciado em trabalhar e em produzir. Aliás, eu insisto nisso. Quando o meu corpo não corresponde ao que a mente quer eu fico chato, já estão falando que estou velho e chato”, brinca.

Ziraldo afirma que sente um privilegiado em sua profissão. “A literatura te mantém mais vivo, nunca falta o que fazer, sempre temos trabalho e assim a mente fica ocupado”, disse ele, que não quer ser chamado de senhor. “Autor infantil não é senhor, pode me chamar de ‘você’ ou vou me sentir mais velho ainda”, disse ele.

O pai do “Menino Maluquinho” conta que já nasceu com o dom de desenhar e aprendeu a escrever com o passar do tempo. “Escrever é bem mais difícil que desenhar, mas conciliar as duas coisas veio naturalmente, não me vejo fazendo outra coisa. Sinto como simplesmente estivesse somente cumprindo o meu dever.

Ziraldo estará, das 13h às 17h, na estande da editora Melhoramentos, com a qual tem uma parceria que já dura 37 anos, durante a tarde e participa de palestra no Encontro de Secretários Municipais de Educação. Foi por ela que ele lançou “O Menino Maluquinho”, em 1980. Ele jamais reclama das turnês que faz viajando por feiras, festas e encontros literários mundo afora. Ele é embaixador do projeto Escola Parceira da Leitura, recém-lançado pela editora para incentivar a formação de novos leitores. A parceria que já rendeu o lançamento de mais de 200 obras é celebrada com um selo feito pelo próprio Ziraldo para marcar a data.

Em um mundo cada vez mais dominado pela tecnologia e comunicação em poucos caracteres, quando não em emoticons, Ziraldo afirma que é papel dos autores e das feiras de livros contaminar as famílias brasileiras com o interesse pelo livro. “É fundamental para que tenhamos uma nação desenvolvida. Quando fomos colonizados os portugueses chegaram aqui com a pá e a picareta e não com a bíblia e isso reflete até hoje na sociedade”, disse.

Além de uma grande e diversa feira de livros, o Elicer traz em sua programação oficinas, debates, contação de histórias e apresentações culturais. Haverá ainda reunião de secretários municipais de Educação e Fórum do Livro, organizado pela Secretaria Estadual de Cultura. “A gente quer fazer em Uberlândia um evento que seja diferente do que está sendo feito no Brasil. O Elicer não será apenas feira de livros. As escolas públicas terão a oportunidade de apresentarem no evento suas atividades feitas em sala de aula, o que é uma condição de inclusão social. Vamos trazer também as escolas privadas e universidades para participar do Elicer”, informa o gestor do Elicer, Humberto Paes Leme.

 

SCORE

119 convidados

104 atividades

520 apresentações culturais e artísticas

10.240 vales-livros para alunos da rede estadual

1.280 vales-livros para professores da rede estadual

98 colaboradores diretos

1,2 mil pessoas envolvidas na produção

2,8 visitantes por hora

 

SERVIÇO

O QUE: Encontro Literário do Cerrado (Elicer)

QUANDO: de hoje (26) a sábado (30)

ONDE: Unialgar (Av. Floriano Peixoto, 6.495, Granja Marileusa)

ENTRADA FRANCA

INFORMAÇÕES: www.elicer.com.br

PROGRAMAÇÃO: confira a programação completa do evento clicando aqui


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »