07/09/2017 às 17h08min - Atualizada em 07/09/2017 às 17h08min

Polícia prende suspeito de cometer dois estupros

O homem foi reconhecido por vítima violentada no bairro Umuarama

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Preso hoje, o homem de 28 anos também tem passagens por outros crimes / Foto: Éder Soares

 

Foi preso, no começo da tarde de hoje, o suspeito de praticar dois estupros nas proximidades do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). O homem, de 28 anos, foi pego na casa de sua mãe no bairro Tubalina, zona sul de Uberlândia.

A Polícia chegou até suspeito depois que ele furtou uma casa, na última terça-feira (5), no bairro Nossa Senhora das Graças, zona norte da cidade, de onde levou R$ 12 mil em dinheiro, bens diversos e um aparelho celular. Como o homem trocou os chips de um aparelho para o outro, a PM conseguiu rastrear a sua localização, no bairro Tubalina.

Segundo relatado pela Polícia Militar (PM), o homem não ofereceu resistência durante a prisão e negou o tempo todo ser o autor dos estupros. O primeiro deles foi praticado no dia 20 de julho, e o último foi registrado no dia 3 de setembro. A vítima mais recente fez o reconhecimento do homem preso, afirmado ser ele mesmo autor do crime.

“Não tenho dúvidas que é ele. Fico feliz em ver que ele está preso e que outras mulheres não correm mais o risco de passar por aquilo que eu passei. Agora ele vai para a cadeia e tomara que não saia de lá. Ainda não consegui voltar a trabalhar, não consigo dormir nem me alimento direito, pois sempre me vem na cabeça o que aconteceu”, disse a mulher, de 34 anos, que pediu para não ser identificada.

Nos dois casos, segundo apurado pela PM, o autor procurou vítimas em locais isolados, sempre no começo da manhã, quando as mulheres foram abordadas com uma espécie de navalha. Dessa forma, as vítimas foram levadas até os trilhos da linha de trem de ferro, que passa abaixo do bairro Umuarama, zona leste, onde ele praticou os estupros.

Ainda de acordo com a PM, o homem preso hoje tem outras passagens anteriores por furto, roubo e uma por outro estupro, mas que não foi informado em que ano aconteceu. Ele foi encaminhado para a 16ª Delegacia da Polícia Civil, onde está preso. A pena para quem pratica este tipo de crime varia entre seis e dez anos de prisão.

 

MANIFESTAÇÃO

Na manhã da última quarta-feira (6), várias mulheres se reuniram na porta do HC-UFU em um protesto contras os casos recentes de estupro registrados no local. Segundo informado pelos manifestantes, além dos dois estupros pelo qual o suspeito de 28 anos foi preso ontem, nos três últimos meses teria acontecido outro caso consumado e quatro tentativas na região do bairro Umuarama.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »