24/08/2017 às 05h55min - Atualizada em 24/08/2017 às 05h55min

Alessandro Marques volta atrás e desiste de chapa

Presidente do Conselho Deliberativo quer priorizar família e carreira

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Alessandro Marques continua com presidência do Conselho Deliberativo / Foto: Éder Soares

 

Um dos principais nomes que concorreria à eleição para a presidência do Uberlândia Esporte Clube, confirmou, ontem, que não será mais candidato ao pleito. Atualmente ocupando o cargo de presidente do conselho deliberativo, Alessandro Marques garante que o motivo de sua desistência é estritamente familiar e profissional. Marques seria o candidato apoiado pelo atual presidente do clube, Guto Braga, que não pode mais ser mais candidato. 

Até o momento, estão confirmadas as chapas de Abelardo Penna, representando a oposição, e do atual segundo vice-presidente do clube, Flávio Gomide, dissidente da atual diretoria presidida por Guto Braga. Luiz Martins Netto, presidente da Vila Olímpica, que seria o vice de Alessandro Marques, também deixou a composição da chapa.   

Apesar de sair do processo eleitoral como pré-candidato, Alessandro continua à frente do conselho deliberativo conduzindo o processo. “Eu e o Luís Martins decidimos ficar fora da disputa. Cuidaremos apenas das eleições enquanto dirigentes do atual conselho. Minha decisão se deu para priorizar projeto profissional e familiar. Não vou nesse momento deixar de lado a criação de meus filhos para me doar full time ao futebol. Não me envolverei com nenhum dos candidatos, neste momento, declarados”, disse Marques.

Já Luiz Martins Netto, que é também vice-presidente do conselho deliberativo, afirma que foi procurado por um grupo e que poderá integrar outra chapa. “O Alessandro tomou esta decisão e eu estava com ele para o que desse e viesse. Mas ele tomou a decisão, eu tenho que respeitar e ponto final. Eu fui procurado por uma terceira via, pode ser que saia uma terceira chapa e eu ajude em algum cargo”, disse Luiz. 

 

DATA

A eleição do Verdão está marcada para o dia 30 de setembro, um sábado, entre 9h e 17h, no auditório da Liga Uberlandense de Futebol (LUF). O prazo final para a entrega dos documentos das chapas na secretaria do clube é dia 10 de setembro. Depois disso, caso a comissão eleitoral entenda que exista alguma irregularidade, as chapas terão ainda mais 48 horas para fazerem as devidas correções.

Têm direito a voto aproximadamente 3 mil sócios, entre patrimoniais, beneméritos, sócios remidos e beneméritos da Vila Olímpica. Os candidatos à executiva precisarão montar as chapas com mais dois vice-presidentes, 50 membros do conselho deliberativo, 25 suplentes e mais seis pessoas para o conselho fiscal, totalizando 84.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »