18/08/2017 às 05h47min - Atualizada em 18/08/2017 às 05h47min

Professores paralisam atividades na rede estadual

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER
Sind-UTE/MG aproveitou a data para promover Conselho Geral / Foto: Sind-UTE/Divulgação

 

Professores da rede estadual de ensino paralisaram as atividades, ontem, em escolas de todo o estado. Entre as reivindicações da classe estão o pagamento retroativo do piso do ano passado e a regularização no atendimento oferecido pelo do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg). Em Uberlândia, 17 escolas tiveram as aulas paralisadas integral ou parcialmente. Hoje, a previsão é que as escolas funcionem normalmente.

De acordo com a presidente do Sindicato Únicos dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE) em Uberlândia, Elaine Ribeiro, uma reunião para tratar sobre o tema foi realizada anteontem, em Belo Horizonte, mas, segundo ela, não houve avanço em relação ao principal tema, que é o ajuste salarial.

“Queremos o pagamento retroativo do piso nacional de 7,64% que, até o momento, ainda não caiu na nossa folha”, disse Elaine Ribeiro.

Ainda segundo ela, a classe também reivindica reajuste de 5% de adicional de valorização da educação básica, que deve ser retroativo a janeiro de 2017, promoção na carreira a partir de 2016 para quem teve promoção em setembro de 2015, além do cumprimento do acordo com os servidores das Superintendências Regionais de Ensino.

“Em relação ao Ipsemg, os servidores estão com problemas em todo o estado. Algumas unidades alegam falta de repasses e precisamos que isso seja regularizado”, ressaltou Elaine Ribeiro.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »