20/07/2017 às 10h32min - Atualizada em 20/07/2017 às 10h32min

UFU tem alta reprovação na cota étnica

Dos 277 candidatos entrevistados por comissão da universidade, 140 tiveram a autodeclaração étnica não homologada

LAYLA TAVARES | EDITORA
UFU faz nova convocação para entrevistas na Comissão para Diversidade Étnica / Foto: Walace Torres

 

O vestibular da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) para ingresso no segundo semestre deste ano revelou um dado importante quanto às candidaturas de estudantes nas modalidades dedicadas aos que se autodeclararam pretos, pardos ou indígenas (PPIs). Dos 435 convocados para a entrevista com a comissão que atesta a veracidade das informações declaradas no ato da inscrição, apenas 277 compareceram e metade destes teve a autodeclaração homologada. Na prática, significa que candidatos considerados brancos tentaram uma vaga na universidade utilizando o mecanismo de inclusão étnica previsto na Lei de Cotas.

Segundo Dennys Garcia Xavier, diretor de Processos Seletivos da UFU, foram convocados aqueles candidatos aprovados para a segunda fase do vestibular, e os principais problemas foram identificados naqueles que se declararam pardos. “A Comissão para a Diversidade Étnica é bem preparada e segue as orientações do STF quanto à aplicação da Lei de Cotas. Há critérios bem definidos”, afirmou. Ainda de acordo com o diretor, a Lei de Cotas está em vigência desde 2012 e este é o primeiro ano em que a verificação é adotada com este rigor. “Não vamos abrir possibilidade de fraude. O resultado da primeira convocação foi uma surpresa. Jamais esperaríamos tantas ausências e tantas declarações não homologadas”, disse.

Dos 277 candidatos que se apresentaram para a entrevista na comissão, apenas 10 foram considerados negros retintos, o que significa que nestes casos não houve nenhuma dúvida quanto à característica declarada. “Isso nos faz perceber que, na verdade, o negro não está chegando às portas da universidade. Essa situação mostra que é preciso pensar se ele está terminando o ensino médio com condições que deem o acesso ao ensino superior”, afirmou o diretor da Diretoria de Processos Seletivos (Dirps).

Por causa do baixo número de comparecimentos na fase de entrevistas e do alto número de autodeclarações não homologadas, foi aberta uma segunda etapa de trabalhos na Comissão para a Diversidade Étnica, que acontece no próximo domingo (23). Segundo Xavier, foram convocados mais 658 candidatos da modalidade PPI.

A data do resultado das modalidades 1 e 3 (PPIs) também foi alterada e sairá, em separado, no dia 24 de julho, a partir das 18h. Os resultados referentes às modalidades de ampla concorrência (2,4 e 5, de acordo com o edital) serão publicados hoje, às 14h.

“A nossa preocupação é com relação aos direitos daqueles que podem reclamar uma vaga dentro da modalidade PPI. Por isso, ampliamos o prazo do resultado para continuarmos a avaliar aqueles em condições de serem aprovados no processo como um todo e que passaram para a segunda fase”, finaliza Xavier.

 

DESCLASSIFICADOS

Os candidatos que não compareceram à primeira chamada da entrevista, sem justificativa, e aqueles cuja autodeclaração não foi homologada pela Comissão são imediatamente desclassificados do processo. “O candidato não compareceu ou não foi classificado em uma fase eliminatória do processo, portanto, não retorna para a modalidade de ampla concorrência. Uma vez que ele se declarou PPI na inscrição, será desclassificado dentro dessa modalidade e, por consequência, dentro do processo como um todo”, explica o diretor. Há, porém, em caso de discordância do resultado, a possibilidade de o candidato ingressar com um recurso na universidade.

Caso as cerca de 450 vagas destinadas aos candidatos que se autodeclararam pretos, pardos ou indígenas não sejam preenchidas, elas serão remanejadas para as demais modalidades conforme previsto em edital.

 

Modalidade PPI – Vestibular UFU

1.093 candidatos aprovados para a 2ª fase

450 vagas disponíveis

435 convocados para a 1ª fase de entrevistas

- 277 compareceram

- 140 tiveram a candidatura homologada

- 10 são negros

- 130 são pardos

- Nenhum indígena


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »