08/07/2017 às 05h48min - Atualizada em 08/07/2017 às 05h48min

Pets demandam cuidados especiais para o inverno

Assim como o ser humano, cachorros e gatos também estão sujeitos a contrair doenças respiratórias nesta estação

LETÍCIA PETRUCCELLI | APRIMORAMENTO PROFISSIONAL

Roupas quentinhas e cobertores mais grossos são bem comuns nesta época do ano, afinal, ninguém quer passar frio. Mas como fica a situação dos pets? Você tem se lembrado dos seus ou os deixa sem proteção como se ainda fosse primavera ou verão? De acordo com a veterinária Natanny Silva Martins, assim como qualquer pessoa, os animais também sentem frio, fome, medo e dor. 

Doenças respiratórias durante o inverno também podem afetar cachorros e gatos, por isso é importante alguns cuidados especiais para não deixar seu amigo doente. “É sempre importante agasalhar com roupa, quente, própria para eles. Proteja os ouvidos porque nesta época o animal pode sentir dor”, conta a veterinária Natanny Silva Martins.

De acordo com ela, cachorros que ficam mais tempo sozinhos têm mais probabilidade de contrair doença durante o inverno. Isso porque ficar sem companhia ajuda a abaixar a imunidade do animal. “O cachorro sem o dono fica impaciente, com o hábito de lamber a pata. Fica mordendo o próprio corpo, cai pelagem. A imunidade abaixa e, por causa da estação, aumenta a possibilidade de o cachorro ficar doente”, diz. 

A melhor forma de prevenir as doenças é com a vacinação, mas, mesmo com essa parte em dia, é necessário ficar alerta. “Tem várias outras doenças que a vacina não previne. Uma forma de cuidar é sempre limpar os ouvidos dos animais, não deixá-los úmidos ou molhados, deixar as camas e roupas dos animais sempre limpas. Também é preciso ficar atento a carrapatos e pulgas”, afirma a veterinária.

 

BANHO

Outro cuidado essencial com pets é no momento do banho. Nesta estação é preciso usar água quente ou morna, além de secar bem os animais, principalmente os ouvidos. Pode-se dar até um banho por semana, desde que respeitadas estas condições. 

“A cidade tem pets shops que dão banho com água morna e secam o animal adequadamente”, diz Natanny Martins. Para quem preferir dar banho em casa, uma dica é optar pelos horários mais quentes do dia. 

Para animais que ficam do lado de fora das residências, é preciso proteger a casinha, colocá-la em local que tenha entrada menor de vento e seja mais aquecido. 

 

DOENÇAS

Em caso de doenças, o dono deve procurar o veterinário o quanto antes. É importante ficar alerta a alguns sintomas, como tosse freqüente, secreção nasal ou diarréia. “É bom a gente pegar os animais para tratar no início porque a chance de sucesso é maior”, diz Martins.

De acordo com ela,  donos de gatos tem mais dificuldade em perceber doenças, pois os bichanos são mais quietos naturalmente. “Gatos quando ficam doentes também começam a escorrer bastante pelo nariz”, diz Natanny. 

Os animais mais propícios para doenças virais durante o inverno são aqueles que tenham pelagem mais curta, são mais magros, filhotes e idosos que já sofrem mais com problemas de articulação.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »