21/06/2017 às 05h48min - Atualizada em 21/06/2017 às 05h48min

Dupla é presa por aplicar golpes e furtar aparelhos

Homens se passavam por instaladores de conversores digitais de TV

VINÍCIUS ROMÁRIO | REPÓRTER
A delegada Lia Valechi investiga se suspeitos têm envolvimento em outros crimes / Foto: Vinícius Romario

 

A Polícia Civil (PC) apresentou ontem, em coletiva de imprensa, dois homens suspeitos de estelionato em Uberlândia. A dupla também já havia sido presa em 2011 pelo mesmo crime. Desta vez, os suspeitos, de 46 e 49 anos, se apresentavam como instaladores de conversores digitais para TVs, mas, no momento da instalação, fugiam com o pagamento sem prestar os serviços, além de furtarem os receptores das vítimas. Eles também são suspeitos de cometerem esse crime em Presidente Olegário, a 240 km de Uberlândia.

O caso que deu início às investigações da polícia aconteceu em setembro do ano passado. De acordo com a delegada Lia Valechi, na época, um senhor de 67 anos teria contratado o serviço da dupla. “Os dois foram até a casa da vítima para fazer a instalação do conversor digital, mas um deles disse que precisaria de uma escada maior, saindo e dizendo que iria buscar essa escada, deixando o parceiro com a vítima”, afirmou Lia Valechi.

Nesse momento, como o pagamento seria feito por cartão, o segundo homem dizia que a máquina de cartão deles estava estregada e saía com a vítima para passar o cartão em outro estabelecimento. “Quando eles voltavam para a casa, o suspeito que havia saído para buscar a escada já havia fugido com os receptores e o outro fugia logo em seguida”, disse Lia Valechi.

Nesse caso, os suspeitos receberam R$ 620 pelo serviço que não prestaram. Desse total, R$ 50 foram adiantados pela vítima em dinheiro, R$ 450 pagos com cartão em um estabelecimento comercial e mais R$ 120 em um abastecimento em um posto de combustíveis.

Após esse caso, a delegada teve conhecimento de outros crimes iguais praticados pela dupla em junho de 2016. “Eles foram até a residência de uma idosa fazer o serviço, mas agiram do mesmo jeito, fugindo sem prestar o serviço e levando os aparelhos”, disse Lia Valechi.

Ainda de acordo com ela, essa vítima teria indicado os trabalhos dos suspeitos para uma vizinha, que também caiu no golpe. “Mas, nesse caso, eles também são investigados por roubo. A vítima nos disse que roubaram R$ 200 que estavam em um móvel da casa, empurrando-a para fugir com a quantia”, ressaltou a delegada.

Os suspeitos foram presos em ações distintas, após denúncias anônimas, nos dias 9 e 15 de junho e estão detidos no presídio Jacy de Assis.

“Estamos trabalhando agora para saber se eles estão envolvidos em mais casos como esses, mas o inquérito deve ser finalizado em cinco dias”, afirmou Lia Valechi.

A dupla deve ser indiciada por roubo, furto e estelionato.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »