20/06/2017 às 05h24min - Atualizada em 20/06/2017 às 05h24min

Novo sistema de água deve entrar em operação em 2019

25% das obras estão concluídas; 1ª etapa vai garantir água para mais 500 mil pessoas

WALACE TORRES | EDITOR
Operários concluíram ontem mais uma etapa da concretagem dos tanques de decantação do novo sistema / Foto: Walace Torres

 

O novo sistema produtor de água potável Capim Branco, às margens do Rio Araguari, está com 25% das obras concluídas e deve começar a operar em meados de 2019. A parte mais adiantada é a construção das adutoras que já tem 12 dos 20km finalizados. São elas que irão levar água tratada até o reservatório no bairro Custódio Pereira, onde acontece a distribuição para o restante da cidade. “No caso de uma eventual falta d’água na cidade, pode-se utilizar a adutora para levar água bruta diretamente para as estações”, disse o prefeito Odelmo Leão, que ontem visitou o canteiro de obras juntamente com vereadores e outras autoridades.

A visita, que também foi acompanhada pela imprensa, aconteceu durante uma das etapas de concretagem do tanque de decantação, que já havia recebido numa etapa anterior 1.200 toneladas de concreto, e ontem recebeu uma quantidade semelhante. Nesse tipo de procedimento, o trabalho é executado ininterruptamente para evitar remendos na estrutura, o que exige a montagem de uma força-tarefa que vai desde a produção do concreto, transporte em caminhões até a distribuição e compactação da massa.

A Estação de Tratamento de Água (ETA) está sendo construída na região da Tenda do Moreno, na zona rural de Uberlândia. O projeto de engenharia do Sistema Capim Branco será implantado em três etapas, cada uma delas com capacidade de produzir dois mil litros de água por segundo. Hoje, as estações de Bom Jardim e Sucupira têm capacidade de produzirem 1.400 litros de água por segundo cada uma. Cada etapa concluída irá permitir o abastecimento para uma população de 500 mil pessoas, totalizando 1,5 milhão de habitantes contemplados com a nova estrutura. “É uma obra que está prevendo não só o momento mas o futuro da cidade”, disse o prefeito.

Nesta etapa estão sendo investidos pelo Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) R$ 264 milhões por meio de financiamento junto ao BNDES. As obras em execução contemplam as seguintes estruturas: a captação de água na represa Capim Branco I, uma estação de tratamento para produção de 2 mil litros de água por segundo, 20km de adutoras, um reservatório de 15 milhões de litros e uma unidade de tratamento de resíduos. “As outras duas etapas são separadas por alguns anos e decorrentes de estudos relacionados ao crescimento da população. A segunda etapa, por exemplo, deve ser lançada dentro de 25 anos, mas pode ser antecipada ou postergada, vai depender muito do desenvolvimento populacional da cidade e do ritmo de instalação de novas empresas atraídas pela oferta de água”, disse o gerente dos projetos do consórcio responsável pela obra, João Paulo Voss.

Segundo explicou, essa primeira etapa é a mais extensa justamente por prever a construção da estrutura de captação, tratamento e as adutoras, que vão permitir a ampliação do sistema no futuro.

Atualmente, trabalham nas obras cerca de 300 operários, além de outros 85 empregos indiretos. O maior movimento deve acontecer a partir de setembro, quando 500 trabalhadores estarão diretamente envolvidos nas obras, além de triplicar a quantidade de empregos indiretos. Segundo João Paulo, as contratações tanto de funcionários como de empresas prestadoras de serviço são de Uberlândia.

 

TRATAMENTO

A água captada na represa de Capim Branco I irá percorrer quatro quilômetros de distância até chegar na estação. Lá, passa por todo o processo de tratamento, como coagulação, floculação, decantação, filtração, desinfecção, fluoretação e correção de pH. Em seguida, será bombeada mais 7km até a torre de equalização, com mais de 20 metros de altura, para que seja distribuída por gravidade até o reservatório no bairro Custódio Pereira.

Os tubos com 1,2 m de diâmetro que compõem a adutora foram instalados seguindo o mesmo traçado da estrada de Pau Furado. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »