08/06/2017 às 04h54min - Atualizada em 08/06/2017 às 04h54min

Trump pediu 'lealdade' para ex-diretor do FBI

DA REDAÇÃO

Em declaração escrita entregue nesta quarta-feira, ao Senado norte-americano, o ex-diretor do FBI James Comey disse que o presidente Donald Trump demandou "lealdade" em um jantar que ambos tiveram no dia 27 de janeiro e pediu, em um encontro posterior, que ele abandonasse a investigação sobre as ligações entre o ex-conselheiro de Segurança Nacional Michael Flynn e a Rússia.

Flynn deverá participar de uma audiência no Comitê de Inteligência do Senado dos EUA hoje. A solicitação foi feita um dia depois de Flynn ter sido demitido, por omitir encontros que teve em dezembro com o embaixador russo em Washington. "Eu preciso de lealdade, eu espero lealdade", disse Trump no dia 27, de acordo com anotações feitas no mesmo dia por Comey.

"Eu espero que você possa deixar isso para lá, deixar Flynn de lado. Ele é um cara legal. Eu espero que você possa deixar isso para lá", afirmou o presidente em encontro no dia 14 de fevereiro, de acordo com as anotações. Comey diz ter respondido apenas "ele é um cara legal".

As interações podem ser potencialmente interpretadas como uma tentativa de obstrução da Justiça, o que poderia dar as bases para a abertura de um processo de impeachment.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »