18/05/2017 às 08h35min - Atualizada em 18/05/2017 às 08h35min

PF apreende certidões de atividade rural falsas

Prejuízo aos cofres da Previdência Social foi de R$ 524 mil

VINÍCIUS ROMARIO - REPÓRTER
Da Redação
Documentos foram apreendidos nas cidades de Monte Carmelo e Abadia dos Dourados

A Polícia Federal (PF) de Uberlândia cumpriu, ontem, três mandados de buscas e apreensão nas cidades de Monte Carmelo e Abadia dos Dourados após deflagrar a operação “Temporão”.

A ação teve início após denúncia de que estaria havendo emissão de certidões de exercício de atividade rural com falsidade ideológica. Segundo a PF, as certidões eram em favor de moradores da cidade de Abadia dos Dourados e o processamento da documentação feito na Agência da Previdência Social de Monte Carmelo.

Ainda de acordo com a PF, 32 casos estão sendo investigados desde 2016 e dez deles já foram analisados. Considerando os casos analisados, o prejuízo aos cofres da Previdência Social até setembro do ano passado foi de R$ 524 mil.

O valor do prejuízo que será evitado considerando a idade que cada beneficiário possuía em 2013, baseado na expectativa de vida constante na tabela do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é estimado em R$ 8.718.470,40.

A operação desta quarta-feira contou com a participação de oito policiais federais e dois servidores da inteligência previdenciária da Secretaria de Previdência.

O nome “Temporão” faz alusão ao fato de que o funcionário público que atestou nas certidões de exercício de atividade rural dos trabalhadores rurais sequer estava no município de Abadia dos Dourados nos períodos declarados nas certidões.

 

Força-Tarefa

 

A Força-Tarefa Previdenciária é uma parceria entre a Secretaria de Previdência, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, que visa combater crimes contra o sistema previdenciário. A Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária (COINP) da Secretaria de Previdência é a área responsável por identificar e analisar distorções que envolvem indícios de fraudes estruturadas contra a Previdência Social e encaminhá-las à Polícia Federal para investigação em regime de força-tarefa.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »