16/05/2017 às 08h16min - Atualizada em 16/05/2017 às 08h16min

Museu Municipal tem semana de atividades especiais

15ª Semana Nacional dos Museus traz exposição sobre Igreja do Rosário, oficinas e mesa-redonda

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Da Redação
Thaís Tormin é coordenadora do Museu Municipal de Uberlândia

O Museu Municipal de Uberlândia tem uma semana mais intensa. O prédio centenário no Centro da Cidade integra a 15ª Semana Nacional dos Museus com atividades até sexta-feira (19) que incluem mesa-redonda e oficinas. Ontem o espaço já recebeu a visita de alunos de um curso de Arquitetura e Urbanismo da cidade. “Para nós é muito bom e extremamente importante estar no grupo desses museus que realizam a semana”, afirma Thaís Tormin, administradora do Museu.

O tema deste ano, “Museu, Histórias Controversas: Dizer o Indizível em Museus”, segundo Thaís Tormin, foi abraçado com carinho e trouxe muita reflexão ao grupo que trabalhou na programação das atividades. “Estamos falando da Igreja do Rosário com exposição de fotógrafos renomados da cidade e na mesa redonda trataremos de sua construção. O prédio deveria ser construído na Praça Doutor Duarte, e foi transferido para onde está hoje, na época, ainda uma área de fazendas. Tentaremos descobrir o por quê dessa mudança”, explica a coordenadora.

A mostra “Igreja do Rosário”, que fica em cartaz até o dia 30 deste mês, apresenta a visão que os fotógrafos Mauro Marques, Beto Oliveira e Jorge J. Paul têm da igreja. Além dos cliques do presente, a exposição traz imagens do passado que fazem parte do acervo do Arquivo Público Municipal.

A semana ainda marca os 30 anos de abertura de exposições do museu ao público. “A repercussão está muito boa. A turma da oficina de confecção de estandarte para crianças já encerrou inscrições e tivemos que mudar o local por conta da grande procura”, conta Thaís.

Considerado um dos principais pontos turísticos de Uberlândia, o Museu Municipal conta com mais de 800 peças em exposição. Essa é apenas uma parte de um acervo que inclui um conjunto de 2.830 mil objetos que fica abrigado no prédio da Reserva Técnica, no bairro Lídice.

As peças que integram a reserva técnica são apresentadas no Museu Municipal em duas exposições permanentes e uma temporária, que se renova periodicamente. A exposição “Nossas Raízes” traz peças da história de Uberlândia no início do século, como itens comuns em mercearias e carros de boi. Tem ainda a mesa e as cadeiras da antiga Câmara Municipal, que estão em mostra permanente. Para quem quiser fazer visitas em grupos ou levar turmas escolares é preciso ligar no Museu para agendar.

MESA REDONDA

Na quinta-feira (18), data em que se comemora o Dia Internacional dos Museus, uma mesa redonda com Valéria Queiroz está na programação. Com o tema “Uberlândia: Racionalidade Urbana, Religiosidade e Tradições Culturais”, participantes irão discutir assuntos relativos aos museus e ao que pode ser considerado indizível no âmbito cultural. O debate está alinhado ao tema da semana: “Dizer o Indizível em Museus”.

MUSEU ITINERANTE

Projetos levam peças do acervo para diferentes locais

O acervo do Museu Municipal de Uberlândia não fica restrito às suas dependências. As peças circulam pela cidade no projeto “De Mala e Cuia”, da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), reativado no início deste ano. Os itens são colocados em malas e enviados às escolas por meio de agendamento prévio, permanecendo na instituição por até 20 dias. Além das peças (uma amostra do acervo), as maletas transportam as fichas de cada objeto e apostilas educativas.

Outra maneira de fazer com que a comunidade tenha contato com a história da cidade é por meio de exposições itinerantes. Atualmente, duas estão abertas: “O museu visita o Teatro Municipal” e “O museu visita a Casa da Cultura”. A primeira está no foyer do teatro e traz objetos domésticos e roupas usados nos séculos passados. A segunda foi instalada em uma das salas do espaço cultural e apresenta aparelhos como gramofone e radiola.

“Conhecida por seu caráter desenvolvimentista, Uberlândia é uma cidade que cresce preservando as raízes históricas. Isso nos possibilita promover a comunicação por meio de exposições cenográficas, bem como explicitar os contextos de época, sugerindo ações para a sociedade atual com essa integração do passado com o presente. Entendo que, assim, favorecemos uma percepção dinâmica e transformadora que atravessa o tempo”, disse Mônica Debs, secretária de Cultura.

SERVIÇO 1

O QUE: 15ª Semana Nacional dos Museus com o tema: “Museu, Histórias Controversas: Dizer o Indizível em Museus”

ONDE: Museu Municipal de Uberlândia (Praça Clarimundo Carneiro, Centro)

QUANDO: Até 21/05 com exposição até 30/05 (confira programação nesta página)

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30

INFORMAÇÕES E AGENDAMENTO DE VISITAS MONITORADAS PARA GRUPOS: 3214-0068

SERVIÇO 2
Inscrições para a Oficina de Estandarte para adultos, na quinta-feira (18), as inscrições podem ser feitas na Oficina Cultural (Praça Clarimundo Carneiro, 204, Centro) a partir de hoje, das 14h às 17h. Informações: 3231-8608.

Programação 15ª Semana Nacional dos Museus: “Museu, Histórias Controversas: Dizer o Indizível em Museus”

Hoje (16)

14h às 17h, Oficina Cultural – Oficina Estandartes (crianças), com Regina e Marcos (inscrições encerradas)

14h às 17h, na Oficina Cultural – Oficina de Estandarte (adultos), com Juraciara Resende

Quinta-feira (18)

19h, no Museu Municipal – Mesa redonda: “Uberlândia: Racionalidade Urbana, Religiosidade e Tradições Culturais” com Valéria Queiroz

Até 30/05 - exceto fins de semana

8h às 17h30 - Exposição “Igreja do Rosário”, de Mauro Marques, Beto Oliveira, Jorge H. Paul, e Arquivo Público Municipal

Todos os dias (de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30)

Exposições permanente “Nossas Raízes” e “Câmara Municipal”


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »