03/05/2017 às 09h16min - Atualizada em 03/05/2017 às 09h16min

Finalíssima do Mineiro terá presença das duas torcidas

Cruzeiro terá direito a quase 10% da carga dos ingressos no estádio

BELO HORIZONTE
Cruzeiro e Atlético fazem final no próximo domingo

A polêmica envolvendo a presença da torcida do Cruzeiro na finalíssima do Campeonato Mineiro está resolvida. Ontem, em reunião na sede da Federação Mineira de Futebol (FMF), foi liberada a presença dos torcedores do clube visitante no duelo com o Atlético, domingo (7), no Independência.

O encontro envolveu dirigentes dos clubes e da FMF, além dos representantes da Polícia Militar e dos gestores do Independência. A torcida do Cruzeiro terá direito a quase 10% da carga dos ingressos no estádio, como vinha acontecendo nos clássicos anteriores.

No entanto, a polêmica sobre a presença dos cruzeirenses no jogo decisivo do Campeonato Mineiro surgiu após a PM declarar, na semana passada, que não liberaria a presença dos cruzeirenses no clássico, por causa de uma obra iniciada, e já paralisada, de ampliação do Independência.

Depois disso, o Cruzeiro entrou em contato com o Ministério Público estadual para conseguir a liberação da presença dos seus torcedores na decisão do Campeonato Mineiro. E mesmo antes da reunião desta terça-feira, a PM recuou da sua recomendação, o que acabou se confirmando no encontro.

A torcida do Cruzeiro terá direito a 1.871 dos 22.529 ingressos disponibilizados para a decisão com o Atlético, menos, portanto, do que 10% da carga total. Mas o número atende a questões de segurança e de capacidade do setor onde os visitantes ficam em partidas no Independência.

Agora, com esse impasse resolvido, os clubes se concentram em seus próximos compromissos. No domingo, os times decidem o Mineiro, com o Atlético, que fez a melhor campanha da primeira fase, tendo a vantagem do empate após o 0 a 0 no jogo de ida.

RETRANCA: ATLÉTICO

Galo joga na Bolívia pela Copa Libertadores

O Atlético Mineiro entra em campo nesta hoje, às 19h30, para tentar encaminhar a sua classificação às oitavas de final em duelo contra o frágil Sport Boys, na Bolívia, no estádio Ramón Tahuichi Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra, pela quinta rodada do Grupo 6.

O Atlético Mineiro ocupa a vice-liderança da chave com sete pontos, atrás do Godoy Cruz, com 10, e à frente de Libertad, com quatro, e do Sport Boys, com somente um. Por isso, se vencer nesta quarta-feira poderá até se classificar no dia seguinte, desde que o time paraguaio não supere o Godoy Cruz, na Argentina

 

Mas independentemente de assegurar a classificação já neste meio de semana, o Atlético Mineiro mira o primeiro lugar da chave. E para seguir com esta meta viva sem depender do resultado do Godoy Cruz na rodada, não pode voltar da Bolívia com qualquer outro resultado que não seja uma vitória.

Para encarar o Sport Boys, o técnico Roger Machado manterá a base que atuou no último fim de semana. A exceção é o meia-atacante Marlone, que não está inscrito para a disputa da Libertadores e vem sendo titular no Campeonato Mineiro. Assim, a sua vaga voltará a ser ocupada pelo venezuelano Otero, com o equatoriano Cazares ficando como a principal opção no banco de reservas para o setor ofensivo, ao lado de Rafael Moura, que estava suspenso no primeiro jogo da decisão estadual.

 

RETRANCA: CRUZEIRO

Raposa terá time completo contra a Chapecoense

A estreia da Chapecoense na Copa do Brasil será contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira, às 21h45, já pelas oitavas de final. O confronto está marcado para o estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, onde o técnico Mano Menezes tem apenas uma derrota na temporada. Como o gol fora de casa é critério de desempate, o time mineiro já adiantou que não poupará nenhum titular, mesmo com a decisão do estadual marcado para o domingo contra o rival Atlético Mineiro.

O time de Mano Menezes entrará com tudo que tem de melhor contra a Chapecoense, mas com a cabeça no final de semana. Os mineiros são tetracampeões da Copa do Brasil, enquanto que o adversário nunca levantou a taça. O treinador espera a liberação do meia Robinho e do lateral-direito Ezequiel para montar a equipe principal. Os dois vinham se recuperando de lesão e estão em fase final do tratamento.

Do outro lado, os catarinenses precisam do bom resultado para amenizar o efeito da quase eliminação na Copa Libertadores. Uma derrota para o Nacional por 3 a 0, no Uruguai, na semana passada, estragou os planos da Chapecoense, que vê na Copa do Brasil a oportunidade de escrever uma nova história.

O técnico Vagner Mancini estudou poupar alguns jogadores, mas ainda depende de uma resposta dos médicos. O único confirmado é o volante Andrei Girotto, que foi expulso no jogo contra o Avaí e já não pode atuar neste final de semana.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »