02/05/2017 às 09h04min - Atualizada em 02/05/2017 às 09h04min

Encontro dos trabalhadores movimenta o Parque do Sabiá

Dia do Trabalhador em Uberlândia teve shows e críticas ao governo

Eder Soares - repórter
Da Redação

Cerca de 10 mil pessoas participaram, ontem, do 11º Mega Encontro dos Trabalhadores, evento que aconteceu durante todo o dia no entorno do complexo do Parque do Sabiá e marcou as festividades do Dia do Trabalhador na cidade de Uberlândia. A festa foi organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção e do Mobiliário de Uberlândia, Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (Sinticom-Tap) e contou com a presença de 16 atrações musicais, entre as principais as duplas Chico Amado e Xodó, Robson e Graiado, Robson e Fernando, além dos cantores solos Leandro Lins e Theo Melo.

A apresentação do show ficou por conta do narrador de rodeios Cuiabano Lima. Além de curtir os artistas, o público pôde participar do um sorteio de uma moto zero quilometro.  Segundo o presidente do Sinticom-Tap, Reinaldo Rosa de Souza, o evento foi um sucesso e atendeu às expectativas do sindicato. “É um evento que toma todo o dia e vem homenagear o trabalhador de Uberlândia e toda a região. Trazemos artistas de fora e também de nossa cidade a fim de trazer um pouco de lazer para a nossa gente”, disse Reinaldo.

Muitas famílias estiveram presentes assistindo às apresentações. Se por um lado, o momento foi de lazer com o show dos artistas, por outro lado foi também de muito descontentamento com o momento vivido no Brasil mediante aos escândalos de corrupção e também em relação à reforma trabalhista e da Previdência.

“Infelizmente, o trabalhador vem sendo pisado por este país e tanta corrupção está caindo sobre as nossas costas. Essas reformas propostas pelo governo são vergonhosas, pois o trabalhador é quem foi escolhido para pagar tudo e isso não é justo”, disse o vendedor Gabriel Gomes, acompanhado de sua esposa Daiane Ferreira, e da cunhada, Emily Ferreira.

O comerciante Márcio José de Souza gostou da festa. Ao lado da esposa Rosemare Oliveira, educadora, e dos filhos Luiz Augusto e Luizi Vitória, o trabalhador garantiu que está presente no evento todos os anos. “É um dia muito legal aqui no Parque do Sabiá, que é o nosso cartão postal. O pessoal canta lá no palco e a gente se diverte um pouco aqui embaixo. Precisamos disso, pois nossos governantes, infelizmente, estão nos decepcionando mais a cada dia com tanta falcatrua”, afirmou.

RETRANCA: NACIONAL

Capitais têm atos do Dia do Trabalhador

Atos em comemoração ao 1º de Maio e em protesto pelas reformas trabalhista e da Previdência aconteceram em diversas cidades do país. Em Belo Horizonte, o dia foi marcado por protestos.

Em São Paulo, em um ato político com shows de diversos artistas, a Força Sindical reuniu mais de 150 mil pessoas na Praça Campos de Bagatele. O evento contou com a presença de nomes como Michel Teló, Zezé Di Camargo e Luciano e Bruno e Marrone. Já a CUT fez um ato na avenida Paulista, com manifestações e shows de Emicida, MC Guimê e Leci Brandão.

No Rio de Janeiro, manifestantes se reuniram na Cinelândia para protestar contra as reformas e a repressão policial sofrida nos protestos da última sexta-feira. Já na zona portuária aconteceram show em comemoração ao Dia do Trabalhador.

RETRANCA: Pronunciamento

Temer diz que direitos estão assegurados

O presidente Michel Temer parabenizou os trabalhadores pelo 1º de Maio em vídeo gravado e disponibilizado ontem nos canais do governo e nas redes sociais. Ele começa o vídeo afirmando que esse 1º de Maio marca um momento histórico no País "Iniciamos nova fase. Uma fase em favor do emprego. Estamos fazendo a modernização das leis trabalhistas e você terá inúmeras vantagens", afirma o presidente.

"Primeiro vamos criar mais empregos. Segundo, todos os seus direitos trabalhistas estão assegurados. Com a modernização trabalhista, aprovada pela Câmara dos Deputados, a criação de postos de trabalho, inclusive para os jovens, ocorrerá de forma muito mais rápida", completa. O presidente afirma no vídeo que a nova lei garante os direitos não só para os empregos diretos, mas também para os temporários e terceirizados. "Todos com carteira assinada. Portanto, concede direitos àqueles trabalhadores que antes não tinham".


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »