20/04/2017 às 08h25min - Atualizada em 20/04/2017 às 08h25min

Cadastro biométrico tem baixa adesão

Quase 90% dos eleitores de Uberlândia ainda não cumpriu obrigação do recadastramento

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER
Da Redação
cartório eleitoral – crédito; Vinícius Romario Diariamente são feitos cerca de 1 mil atendimentos no cartório

Pouco mais de 10% dos eleitores de Uberlândia procuraram o cartório eleitoral até o momento para fazer o cadastramento biométrico obrigatório. Cerca de 430 mil de um total de 480 mil pessoas ainda devem ir até o cartório na cidade. O prazo para o cadastramento termina em 9 de fevereiro de 2018. Quem não fizer a biometria terá o título de eleitor cancelado.

O serviço só é oferecido mediante agendamento pelo telefone 148 ou pelo site www.tre-mg.jus.br/eleitor/biometria. A reportagem do Diário do Comércio fez o teste de agendamento, ontem, e encontrou vaga disponível somente para o dia 9 de maio. Porém, cancelamentos podem acontecer e vagas mais recentes serem disponibilizadas.

Ontem, cerca de 1 mil pessoas foram atendidas no cartório eleitoral. “É a quantidade máxima de agendamentos diários que estamos disponibilizando, mas deveremos ter mais pessoas trabalhando daqui para frente e o número de agendamentos por dia também deve subir”, disse o chefe do cartório, Stefenson Lopes Faria.

Para ser atendido, é necessário apresentar um documento oficial de identidade com foto e comprovante de endereço recente. O passaporte não é válido. Para quem irá emitir o título pela primeira vez também não é válida a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Os homens entre 18 e 45 anos também precisam ter em mãos o comprovante de quitação do serviço militar.

Ainda segundo o chefe do cartório, Stefenson Lopes Faria, o cadastramento também é obrigatório para as pessoas que tem acima de 70 anos (facultativa ao voto) que tenham título de eleitor e para os acamados.

“Quem tem título e não fizer o cadastramento pode ter problema no CPF e problemas com a aposentadoria. Sobre os acamados, o responsável deve trazer um laudo médico e o cartório irá até a casa da pessoa para fazer a biometria”, disse Faria.

 

RETRANCA

 

Antecedência garante menor tempo de espera

 

Foto: Sônia

Sõnia da Silva fez o cadastramento ontem e levou cerca de 45 minutos

 

A doméstica Sônia Fátima da Silva foi ontem até o cartório e afirmou ter realizado o procedimento de cadastramento em 45 minutos.

“Peguei 20 minutos de fila e mais 25 para fazer a biometria. É rápido. Meu conselho é que as pessoas não deixem para a última hora, como o brasileiro gosta de fazer”, ressaltou Sônia.

 

O técnico em eletrônica José Modesto levou ainda menos tempo para fazer o cadastramento. Ele, que disse ter enfrentado somente cinco minutos, também recomenda que as pessoas procurem o cartório com antecedência. “A gente sabe dessa tradição de deixar as coisas para a última hora e depois tem que enfrentar muito tempo de fila. Então, quem tiver um tempinho, venha que é rápido”, finalizou Modesto.

 

ARTE: Serviço

 

Cadastramento eleitoral biométrico

 

Prazo final: 9 de fevereiro de 2018

 

Número de eleitores em Uberlândia: 480 mil

 

Quantos já fizeram: 50 mil

 

Quantos restam: 430 mil

 

Documentos necessários: um documento oficial de identidade com foto e comprovante de endereço recente. O passaporte não é válido e a para quem irá tirar o título pela primeira vez também não é válida a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Os homens entre 18 e 45 anos também precisam ter em mãos o comprovante de quitação do serviço militar.

 

 

Agendamento: pelo telefone 148 ou pelo site www.tre-mg.jus.br/eleitor/biometria.

 

Cartório eleitoral: avenida Vasconcelos Costa, 1646, bairro Martins


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »