17/03/2017 às 09h36min - Atualizada em 17/03/2017 às 09h36min

Fevereiro fechou com saldo positivo

UBERLÂNDIA TEVE MAIS CONTRATAÇÕES DO QUE DESLIGAMENTOS, SEGUINDO A TRAJETÓRIA ESTADUAL E NACIONAL

Valter Campanato/Agência Brasil/ Walace Torres
Agência Brasil

Uberlândia acompanhou a trajetória nacional de abertura de novos postos de trabalho no mês de fevereiro, apesar do balanço do ano ainda ser negativo. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados ontem pelo Ministério do Trabalho, o município fechou fevereiro com saldo positivo de 67 empregos. Cinco dos oito setores econômicos tiveram saldo positivo, com destaque para serviços (150 contratações), agropecuária (144) e indústria da transformação (70). Em janeiro, apenas dois setores haviam registrado mais contratações do que demissões.

No geral, houve 8.042 contratações e 7.975 desligamentos, o que gerou índice positivo de 0,03%, depois de dois meses seguidos de saldo negativo. No acumulado do ano, Uberlândia ainda apresenta saldo negativo (-287), ou seja, houve mais demissões do que admissões. Em janeiro, foram 369 postos a menos de trabalho.

Minas Gerais também teve resultado positivo em fevereiro, sendo 138.738 contratações contra 129.713 demissões, totalizando 9.025 empregos. No ano, o saldo do Estado é positivo em 9.125 novos postos.

 

Brasil

 

No cenário nacional, cinco dos oito setores econômicos geraram empregos no mês de fevereiro, de acordo com o Caged. Em fevereiro, foram criadas 35.612 vagas, resultado de 1.250.831 contratações e 1.215.219 demissões. Os números foram apresentados pelo presidente Michel Temer, em cerimônia no Palácio do Planalto.

Entre os segmentos, o setor de serviços foi o que mais gerou empregos, com saldo positivo de 50.613 vagas. A administração pública teve saldo positivo de 8.280 vagas. De acordo com o coordenador-geral de Estatísticas do Ministério do Trabalho, Mário Magalhães, nesses dois setores o resultado pode ser atribuído a contratações na área de ensino.

A agropecuária também contratou mais do que demitiu em fevereiro, com saldo positivo de 6.201 vagas. A indústria de transformação gerou 3.949 postos de trabalho, segundo mês consecutivo de saldo positivo. O setor de serviços industriais de utilidade pública (SIUP) registrou saldo positivo de 1.108 vagas.

O comércio foi o setor que mais fechou vagas, com 21.194 demissões. A construção civil registrou saldo negativo de 12.857 vagas. E setor de extração mineral registrou saldo negativo de 488 vagas.

Magalhães disse ainda que a divulgação dos dados do Caged não foi antecipada. Segundo ele, a meta é informar os dados entre os dias 18 e 22 de cada mês. Ainda de acordo com ele, houve atraso para processar os dados de janeiro, divulgados há menos de duas semanas, no dia 3 de março. "O País merece essa divulgação", disse.

 

Caged Uberlândia - 2017

 

SETORES              SALDO/JANEIRO              SALDO/FEVEREIRO

Extrativa Mineral             -5            0

Indústria de Transformação       -63         70

Serviços Industriais de Utilidade Pública              33           -12

Construção Civil               -67         -57

Comércio            -447       -229

Serviços               203         150

Administração Pública   -6            1

Agropecuária    -143       144

 

GERAL  JANEIRO              FEVEREIRO

Contratações    8.222     8.042

Demissões         8.591     7.975

SALDO  -369       67

 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »