10/03/2017 às 08h50min - Atualizada em 10/03/2017 às 08h50min

Produtoras rurais da região viram empreendedoras

Grupo se reuniu após curso e começou a produzir quitandas nas propriedades e vender em eventos

BELO HORIZONTE
Quitandeiras de Conceição das Alagoas, no Triângulo Mineiro

Tudo começou com um curso de capacitação em 2011. Naquele ano, um grupo de mulheres de Conceição das Alagoas, no Triângulo Mineiro, participou de um treinamento oferecido pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Emater-MG, sobre processamento artesanal de alimentos. Durante as aulas, elas aprenderam sobre boas práticas de produção, técnicas de fabricação de quitandas e tiveram noção de cálculo de custos e formação de preços.

“Foi naquele encontro que um grupo de produtoras rurais mostrou maior interesse em desenvolver uma nova atividade que gerasse renda. Após a capacitação, elas se reuniram para iniciar a experiência de produzir quitandas nas propriedades e vender em eventos como reuniões da associação, festas da comunidade e missas”, explica a extensionista em Bem-Estar da Emater-MG no município, Jacqueline de Castro Souza.

Não demorou muito e as quitandas como bolos, biscoitos, pães, roscas, broas e pão de queijo fizeram tanto sucesso que os moradores da cidade começaram a fazer encomendas. Foi aí que as mulheres perceberam que não dava mais para manter a fabricação no campo e alugaram uma cozinha na cidade, para onde transferiram a produção das quitandas.

“A gente saía da roça bem cedinho, às cinco horas da manhã, para produzir as quitandas na cidade. Uma hora da tarde tinha que estar tudo pronto. A gente colocava as quitandas no porta-malas do carro e saía pela cidade vendendo”, explica a produtora Rose Cristina.

Ponto de venda

Com o passar do tempo a freguesia só aumentou e foi necessário dar um outro passo.  As quitandeiras alugaram um novo espaço, onde pudessem não só produzir, mas que servisse ainda como ponto de comercialização. Isso permitiu que se dedicassem à produção também durante as tardes, sem a necessidade de percorrer a cidade para fazer as entregas.

 

Assim nasceu a 'Quitandas Delícias da Roça'. O espaço é uma fábrica de artesanal de alimentos caseiros, com decoração simples e rústica.  Os produtos são feitos com matéria-prima local, como queijo, polvilho caseiro e ovos caipiras.

Com assessoria da Emater-MG, elas também conseguiram a regularização tributária, tornaram-se empreendedoras e ainda geraram postos de trabalho. Outra novidade na rotina das quitandeiras foi o uso das redes sociais para divulgar a produção.

“As pessoas vêm de outras cidades para conhecer e experimentar os produtos.  Muitos são resultado dos cursos ministrados pela Emater-MG e outros são garimpados de antigos livros de receitas das famílias. Posso falar que é uma história de vitória e superação, que aumentou não somente a renda das famílias, como também a autoestima dessas mulheres”, observa a técnica da Emater-MG.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »