14/02/2017 às 08h41min - Atualizada em 14/02/2017 às 08h41min

HEMORROIDAS Constrangimento pode afetar diagnóstico da doença

Maus hábitos e alimentação ruim podem contribuir para o desenvolvimento ou agravamento do quadro

KOMPLETA COMUNICAÇÃO
O médico coloproctologista Renato Claudio fala sobre os cuidados para se evitar a doença hemorroidária e o tratamento

O tema hemorroidas costuma constranger muita gente e isso acaba afetando o diagnóstico. De acordo com dados de pesquisas, 5 a 12% da população mundial tem a chamada doença hemorroidária.  Segundo o coloproctologista do Hospital Santa Clara, Renato Hugues Atique Claudio, um dos hábitos mais comuns atualmente, aquele de ficar realizando leituras no celular ou revistas no banheiro, pode ser extremamente prejudicial à saúde. “Com as manias que as pessoas têm de ficarem lendo no celular ou uma revista, a pessoa permanece muito tempo na posição de evacuar, o que predispõe essa pessoa a desenvolver a doença hemorroidária, e a que tem, pode ter um tipo de crise,” explica o médico.

            Renato Claudio diz que algumas mudanças no estilo de vida e na alimentação podem amenizar os efeitos para aqueles que já sofrem do mal ou para aqueles que sentem um leve incômodo. “Para toda a população e principalmente para quem tem hemorroida, é recomendável que a pessoa se alimente com fibra, tome água e faça atividade física. O álcool e a pimenta devem ser evitados, por serem irritativos.”

            Em alguns casos podem surgir sangramentos anal, que devem ser investigados para descartar outros diagnósticos. O médico Renato Claudio esclarece que esse sintoma é importante e deve ser analisado, mas nem sempre condiz com um caso específico de doenças hemorroidária. “Sangramento anal é sempre preocupante. A causa mais comum de longe é a doença hemorroidária. Mas o maior erro que podemos cometer é tratar uma pessoa com sangramento como portador de doença hemorroidária e deixar passar algum outo diagnóstico mais importante que também poderia causar sangramento. Então, toda pessoa que tem sangramento anal, deve fazer um exame bem adequado para se ter certeza que o diagnóstico é hemorroida e não outra doença mais importante,” explica.

 

TRATAMENTO

            A doença hemorroidária tem tratamentos que variam de acordo com cada caso e paciente, mas o médico dá algumas dicas para aqueles que possuem sintomas leves. Essas dicas podem auxiliar para que os pacientes não tenham crises ou seus casos avancem.  “Pessoas com poucos sintomas e hemorroidas pequenas se beneficiam apenas com mudanças nos hábitos de vida. Então, o indivíduo se alimentando melhor, evitando o álcool e pimenta, que são irritativos, evitando papel higiênico e fazendo a limpeza com água, usando roupas íntimas de algodão, já são hábitos que auxiliam e ajudam na melhora do paciente,”  finaliza.

            Quando a pessoa já desenvolveu a doença e os tratamentos não ajudam, é indicado um procedimento cirúrgico.

 

ARTES:

HEMORROIDAS

Causas:

  • Esforço durante as evacuações
  • Resfriado?
  • Diarreia crônica
  • Infecções anais
  • Permanecer sentado por longos períodos
  • Dieta pobre em fibras

 

Fatores de risco:

  • Idade avançada (geralmente acima dos 50 anos)
  • Obesidade
  • Gravidez
  • Praticar sexo anal
  • Histórico familiar

 

Sintomas de Hemorroida

  • Prurido anal
  • Dor anal, principalmente enquanto se está sentado
  • Sangue vermelho vivo no papel higiênico, nas fezes ou no vaso sanitário
  • Dor ao evacuar
  • Um ou mais nódulos endurecidos sensíveis próximos ao ânus
  • Inchaço ao redor do ânus.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »