02/09/2016 às 10h32min - Atualizada em 02/09/2016 às 10h32min

Grupo em Uberlândia faz ato contra impeachment e pede saída de Temer

Trânsito chegou a ser interrompido; ato terminou na praça do Fórum

G1 Triângulo Mineiro

     Um grupo de manifestantes protestou no Centro de  Uberlândia na noite desta quinta-feira (1º), um dia após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Os manifestantes pediram pedem a saída do presidente Michel Temer (PMDB) e a manutenção de direitos. O trânstito chegou a ser interrompido em alguns trechos. O ato foi convocado pela Frente Brasil Popular e teve adesão de Sindicatos, movimentos da juventude, sindicatos e simpatizantes. De acordo com a organização, cerca de 250 pessoas participam. A Polícia Militar estima, aproximadamente, 150 pessoas.
     Ao G1, por telefone, a Polícia Militar informou que acompanhou a manifestação por videomonitoramento e com militares no local. Os manifestantes caminharam, com faixas, cartazes e gritando palavras de ordem contra o governo pelas avenidas Floriano Peixoto, Afondo Pena até chegarem à Praça Professor Jacy de Assis, ao lado do Fórum, onde ficaram concentrados.
“Estamos neste ato em defesa da presidente Dilma Rousseff, eleita democraticamente com mais de 54 milhões de votos. Não aceitamos o impeachment dela e vamos lutar até o fim, com todas as nossas forças para defender o mandato dela”, disse o representante da Frente Brasil Popular Luís Sérgio dos Santos.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »