04/07/2016 às 06h00min - Atualizada em 04/07/2016 às 06h00min

No Barcelona, multa rescisória de Neymar pode chegar a R$ 890 milhões

Clube oficializa extensão do vínculo do brasileiro até 2021

GloboEsporte.com
Divulgação

Depois do próprio Neymar anunciar que assinou um novo contrato com o Barcelona, nesta sexta-feira foi a vez do clube tornar oficial a extensão do vínculo do brasileiro. O Barça publicou uma nota em seu site confirmando que o jogador renovou pelas próximas cinco temporadas, até junho de 2021 - três anos além do que ia seu primeiro contrato com o clube, assinado em 2013.

Além de um grande aumento salarial especulado pela imprensa espanhola, Neymar também passa a ter uma cláusula de rescisão mais alta. O Barça confirmou que a multa rescisória do brasileiro passa a ser variável: no primeiro ano, € 200 milhões (R$ 712 milhões); no segundo, € 222 milhões (R$ 790 milhões); nos três últimos anos, € 250 milhões (R$ 890 milhões). A cláusula anterior estava avaliada em € 190 milhões (R$ 676 milhões).

O Barça também anunciou que celebrará a permanência do astro em um evento no dia 15, em Barcelona - quando Neymar terá encerrado suas férias e estará de malas prontas para o Brasil, onde disputará o torneio de futebol da Olimpíada.

O processo de renovação de Neymar com o Barça se tornou uma novela que se estendeu pelos últimos meses. Embora o jogador afirmasse estar feliz no clube, e a diretoria deixasse claro o desejo de estender seu vínculo, as conversas demoraram - e tiveram como empecilho o assédio externo. Três gigantes europeus surgiram como os maiores interessados na contratação do camisa 11: Paris Saint-Germain, Manchester United e Real Madrid.

Os parisienses teriam tentado convencer Neymar chamando-o para ser o líder do projeto do clube em busca de um título europeu, além de um salário superior ao oferecido pelo Barcelona. O Manchester United - que chegou a fazer uma proposta oficial pelo jogador ao fim da temporada 2014/15 - teria apostado no status da Premier League e a chance de trabalhar com José Mourinho.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »