20/05/2016 às 16h37min - Atualizada em 20/05/2016 às 16h37min

Governo Temer suspende terceira fase do Minha Casa Minha Vida

O novo governo abandonou a meta traçada pela presidente afastada Dilma Rousseff

G1
Divulgação

O ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) anunciou, em entrevista à "Radio CBN", que estão suspensas novas contratações do programa Minha Casa Minha Vida, até que seja feita uma "análise" do programa, e que se "inaugurem obras que estão paradas".

O ministro afirmou ainda que, por conta de má aplicação de recursos públicos, é necessário aprimorar a gestão, "de maneira que o dinheiro público seja melhor aplicado". Quando perguntado sobre uma possível revisão do número de casas a serem entregues esse ano, Geddel é categórico: "sem sombra de dúvidas".

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, também afirmou que o governo Temer abandonou a meta traçada pela presidente afastada Dilma Rousseff de contratar 2 milhões de moradias até o fim de 2018.

Segundo ele, a nova meta para o Minha Casa Minha Vida vai depender da análise das contas públicas pela nova equipe econômica do governo, chefiada pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o prazo para essa avaliação deve ficar em torno de 40 dias.

"É preferível que identifiquemos os reais limites do programa e que os números anunciados sejam o limite de contratação", afirmou o ministro ao jornal "O Estado de S. Paulo", acrescentando que "metas realistas" não geram expectativas falsas.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »