04/05/2016 às 09h35min - Atualizada em 04/05/2016 às 09h35min

Greve no transporte público: funcionários de duas empresas estão paralisados

Motoristas e cobradores estão insatisfeitos com mudanças no plano de saúde oferecido pelos empregadores

Jefferson Moraes
Divulgação/PMU

Na madrugada desta quarta-feira (04), funcionários de duas empresas que fazem o transporte coletivo de Uberlândia iniciaram uma paralisação. Motoristas e cobradores das empresas Auto Trans (Turilessa) e Expresso São Miguel estão de braços cruzados.

Os profissionais afirmam que a greve deve-se à uma mudança no plano de saúde oferecido pelos empregadores, que diminui o número de consultas aos colaboradores. Os funcionários da empresa Sorriso de Minas, que também presta serviço de transporte público, estão trabalhando normalmente.

Com a paralisação, algumas linhas estão inativas, o que prejudicou a rotina de várias pessoas, que tiveram dificuldades para chegar ao destino desejado.

Os manifestantes fizeram passeata até a Praça Tubal Vilela e posteriormente seguirão até a Praça Sérgio Pachego, onde devem ficar por tempo indeterminado.

Uma reunião, entre Prefeitura, representantes das empresas e colaboradores está marcada para hoje, às 10h30.

Auto Trans (Turilessa)

Segundo a empresa, a paralisação de motoristas e cobradores começou nesta madrugada, porém cerca de 90% do efetivo está nas ruas, trabalhando normalmente.

Expresso São Miguel

O Jornal Diário do Comércio entrou em contato com a empresa, mas não obteve resposta sobre o caso.

Ainda não há previsão para o fim da greve.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »