15/12/2021 às 10h45min - Atualizada em 15/12/2021 às 10h45min

Quem é Charles do Bronx, estrela do MMA e campeão do UFC

Brasileiro vem de vitória recente contra Dustin Poirier, por finalização, e manteve o cinturão na categoria dos leves

ESPECIAL PARA O DIÁRIO | VINÍCIUS SOUZA
Reprodução/UFC Brasil
Um dos melhores lutadores de MMA da atualidade e destaque do Brasil no UFC, a principal organização da modalidade, o brasileiro Charles do Bronx tem vivido um ótimo momento. No último sábado (11), ele fez a sua primeira defesa de cinturão na categoria peso-leve da organização, até 70 kg. Com a vitória diante de Dustin Poirier, por finalização, ele se tornou o principal lutador brasileiro dentro da organização.
 
Após o combate, Do Bronx desabafou. Disse que tinha ouvido muitas provocações e que todos duvidavam de sua capacidade de derrotar um oponente duro. Mas ele deu a resposta dentro do octógono. O que que vou falar? Eles falam, eu venho e faço. Venho falando todos os dias que quero construir um legado, uma história", disse em entrevista ao site Combate.com.
 
"Venho de 10 (vitórias) seguidas na categoria mais difícil que tem, sou campeão, recordista de finalização, são 15. Estou empatado em bônus, tenho seis, sete sequências de finalizações diferentes. O que mais querem que eu faça? Que mate alguém no octógono pra merecer? Olha isso, vocês estão loucos?" acrescentou Do Bronx.
 
Sua origem está situada no litoral de São Paulo, já que ele nasceu no Guarujá. Sua infância foi marcada pela humildade antes de alcançar a glória com o MMA. Sua mãe, uma empregada doméstica, nunca gostou da prática, mas acabou sucumbindo à vontade do filho, que nunca desistiu das artes marciais.
 
Ele ganhou o apelido de Do Bronx quando ainda se desenvolvia no esporte e estava longe da fama. O termo tem como inspiração o bairro de Nova Iorque, berço do hip hop na década de 1970 e conhecido por ser uma área periférica da cidade há algumas décadas.
 
“Bronx é porque é favela, né? Periferia, de onde eu venho. Bronx surgiu praticamente quando eu fui lutar um torneio [amador]. Cheguei lá e só tinha cara monstro, experiente, e eu magrelo. E eles falavam para eu colocar um apelido, era só Charles Oliveira. Quando a gente ia lutar uns campeonatos de jiu-jítsu, sempre falavam 'olha os caras do Bronx aí, da favela’. Aí coloquei Bronx”, contou o campeão do UFC à ESPN.
 
Aos sete anos de idade, ele foi diagnosticado com febre reumática e sopro no coração. Seus pais, então, decidiram que poderia ser uma boa ideia ver o filho praticando mais esportes. Pronto, foi o gatilho para Do Bronx iniciar uma trajetória de sucesso no MMA. Ele saiu de São Paulo e foi para o Rio de Janeiro em 2007, para disputar uma luta amadora. Desde então, não parou mais.
 
Charles chegou ao título da categoria peso-leve ao vencer por nocaute Michael Chandler, no evento 262. Ao receber o título, ele fez questão de lembrar a origem humilde e agradecer quem o acompanhou na difícil trajetória até o título mais importante de sua carreira.
 
“Favela, mais uma vez nós vencemos. Podem chorar, mas chorem de alegria. Porque ele [cinturão] está com a gente hoje”, afirmou o lutador, ainda no octógono.
 
Sua próxima luta ainda não está confirmada, mas o ex-campeão da categoria e polemista conhecido mundialmente, Conor McGregor, desafiou o brasileiro para uma luta. Do Bronx aceitou e disse que está pronto.
 
Essa publicação é de responsabilidade do autor e não representa necessariamente a opinião do Diário de Uberlândia

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »