05/11/2020 às 08h00min - Atualizada em 05/11/2020 às 08h00min

Uberlândia Lobos projeta retorno gradual em 2021

Técnico do clube disse que a saúde dos atletas será prioridade

IGOR MARTINS
Time precisará recuperar a parte física, segundo Diogo Sartini | Foto: Flickr/Uberlândia Lobos

Um ano de planos frustrados. É assim que Diogo Sartini, técnico e presidente do Uberlândia Lobos, definiu a temporada atual do time de futebol americano de Uberlândia, que precisou ser paralisada devido à pandemia de Covid-19, afetando por completo o calendário de treinamentos e competições do clube em 2020.

Mesmo com o cancelamento de todas as atividades dos Lobos, o ano, de acordo com Sartini, não foi totalmente desperdiçado. Isso porque antes do início da pandemia foram quase três meses de treinos com veteranos e novos atletas, que integraram o elenco da equipe após uma seletiva realizada no início de janeiro.

De qualquer forma, a paralisação do time uberlandense não contribuiu para uma debandada do elenco. Segundo Diogo Sartini, a dispersão dos atletas foi pequena, devendo permanecer a maioria na temporada 2021.

“Mais de 50 atletas continuam interessados no esporte e pretendem retornar assim que forem autorizados. Isso para nós é o que mais conta. A gente continua trocando ideia sobre o esporte, acompanhando principalmente a National Football League (NFL), que ajuda a gente a entender mais sobre regras e táticas. Todo mundo tem aproveitado o tempo para aprimorar essa parte teórica”, disse Sartini.

Com planos para voltar em 2021, Diogo Sartini pede cautela e quer adotar uma postura conservadora, prezando pela saúde dos atletas em primeiro lugar. “A ideia é que assim que o ano virar e as coisas engrenarem, a gente comece a voltar aos poucos, separando posição por posição, para fazermos grupos menores. O nosso pensamento continua sendo de resguardar os atletas e suas famílias”, explicou.

O presidente também falou sobre a questão física, fundamental para a boa preparação dos atletas, buscando os níveis de competição desejados pela comissão técnica. Na opinião de Diogo, o importante a se fazer no momento do retorno é avaliar o ritmo dos jogadores e evitar lesões, que têm sido bastante frequentes não apenas no esporte estadunidense.

“Esse ano tem sido muito ruim para os atletas profissionais. Nós, como amadores, não podemos correr os mesmos riscos, até porque todos nós trabalhamos e temos os nossos compromissos fora do Uberlândia Lobos. A nossa intenção é colocar os atletas em nível de competição novamente. Vamos voltar com um ritmo de treinamentos desde o básico, para condicionarmos todos da forma mais uniforme possível”, explicou.


VEJA TAMBÉM:

Liga Nacional de Futsal define jogos dos playoffs

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »