07/02/2020 às 10h01min - Atualizada em 07/02/2020 às 10h01min

Projeto viabilizado pelo Governo oferta planos de internet a preços mais acessíveis

O Banda Larga Popular visa incentivar a ampliação da inclusão digital para famílias de baixa renda

DA REDAÇÃO
Pacotes de internet com preços reduzidos são oferecidos para famílias de baixa renda. Foto:
O Governo Federal do Brasil viabilizou o projeto Banda Larga Popular que tem como objetivo disponibilizar internet com um custo mais acessível para famílias de baixa renda. O serviço é oferecido pelas operadoras de telecomunicações.

O Banda Larga Popular está presente em mais de 5 mil municípios brasileiros, o que representa 90% de todas as cidades do país. A ideia é que mais pessoas possam ter acesso ao serviço de internet e serem incluídas no mundo digital.


Apesar das velocidades recebidas não serem as mais altas, é possível assistir vídeos, enviar e-mails e fazer pesquisas na internet. As velocidades oferecidas são 1 mega, 1,5 megas e 2 megas. 

É cobrada do cliente uma taxa mensal para manutenção do pacote. Os valores podem variar dependendo da região e da empresa contratada, por isso é importante que o usuário consulte diretamente com a operadora todos os planos oferecidos.

Como adquirir
O Banda Larga Popular é viabilizada pelo governo, mas os pacotes de internet são adquiridos diretamente com as operadoras de telecomunicações. O serviço é oferecido pelas empresas Oi, Vivo, Sercomtel, NET, Sky, TIM e Claro. Para saber se outras empresas oferecem os pacotes populares, o usuário pode entrar em contato com a operadora desejada e verificar a disponibilidade deste tipo de plano na região onde mora. 

Os pacotes de internet do projeto não oferecem o modem de conexão wi-fi. Para contratar o serviço é preciso ter o aparelho ou adiquiri-lo. É possível cancelar o plano a qualquer momento com facilidade como qualquer outro plano oferecido pelas empresas. Nos planos de Banda Larga Popular é proibido contrato de fidelidade. 








 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »