01/02/2020 às 08h00min - Atualizada em 01/02/2020 às 08h00min

Projeto oferece aulas gratuitas de música em Uberlândia

Iniciativa do Instituto Alexa abre inscrições para alunos da rede pública de ensino; vagas são limitadas

DA REDAÇÃO
Podem se candidatar às vagas crianças e adolescentes de 6 a 18 anos | Foto: Divulgação

Crianças e adolescentes de 6 a 18 anos que estiverem matriculados ou formados na rede pública de ensino de Uberlândia têm uma oportunidade para aprender a tocar instrumentos musicais gratuitamente na cidade. O Instituto Alexa, por meio do projeto Espaço Alexa de Música, oferece vagas gratuitas de música. As inscrições para participar da iniciativa ocorrem nos dias 3 e 4 de fevereiro, e as vagas são limitadas.

Para se inscrever, os interessados devem ir até os dois polos onde funcionam o projeto, das 7h às 17h30. Um deles está localizado na Escola Estadual Presidente Juscelino Kubitscheck, no bairro Aclimação, e o outro fica na sede do Lar Maria Lobato, no São Jorge. As inscrições podem ser feitas por adultos, pais ou responsáveis por menos inscritos na iniciativa. Não é necessário que a criança ou adolescente estude ou frequente as instituições onde acontecem as aulas.

Os documentos necessários no momento da inscrição são uma foto 3x4 do aluno, duas cópias do Registro Geral (RG) ou certidão de nascimento do menor e duas cópias do RG do responsável.

As aulas oferecidas pelo Instituto Alexa incluem a flauta doce, percussão, violino, violoncelo, contrabaixo acústico e violão. Para cursar qualquer aula de instrumento é necessário se inscrever nas disciplinas de Prática de Orquestra e Vivência Musical. Os alunos devem ir ao local no contra turno escolar, três vezes por semana.

O PROJETO
Realizado pelo Instituto Alexa, o Espaço Alexa de Música existe há quatro anos e atende mais de 300 alunos. O programa tem como objetivo utilizar a vivência musical como ferramenta para trabalhar conceitos de meio ambiente através da construção e manuseio de instrumentos de percussão alternativo, confeccionados pelos próprios estudantes a partir da reutilização de materiais.

Neste ano, o projeto será realizado através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.











 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »