11/12/2019 às 10h30min - Atualizada em 11/12/2019 às 10h30min

Verdão prepara logística para percorrer 7,6 mil km

Clube Alviverde será o que mais viajará na 1ª fase do Mineiro

ÉDER SOARES
Ônibus Periquitão foi reformado, com poltronas de avião e internet wifi | Foto: UEC/Divulgação
Além da preparação dentro de campo, o Uberlândia Esporte Clube (UEC) terá uma estratégia extra visando a disputa do Campeonato Mineiro – Módulo I, competição em que estreia no dia 22 de janeiro, contra o Atlético, às 20h, no Estádio Parque do Sabiá.  A Federação Mineira de Futebol (FMF) utiliza critério técnico para a confecção da tabela de jogos, e por ter vindo do Módulo II, o Verdão será o que mais vai enfrentar longas distâncias, com seis partidas fora dos seus domínios.

O clube viajará cerca de 7.600 km, isso contando apenas a primeira fase, que termina no começo de abril. Se este número for dividido pelos 71 dias da primeira fase, seria como se o Verdão viajasse, todos os dias, 107 km pelas estradas de Minas Gerais. Se avançar para as semifinais, este número irá aumentar ainda mais, mesmo sem contar uma possível classificação para a Taça Independência, que acontece logo depois de encerrado o campeonato.  

Pensado no longo período de viagens, visando o menor desgaste dos jogadores, a diretoria do Verdão fez uma reforma no ônibus do clube, o Periquitão. O ônibus ganhou poltronas de avião superleito, bem mais espaçosas e confortáveis. Além disso, o veículo está sendo equipado com internet wifi.

O Verdão enfrentará viagens para Tombos, na qual percorrerá 1,7 mil km de ida e volta; para Juiz de Fora, com mais 1,5 mil km, e Varginha com quase 1,2 mil km. “Já esperávamos esta situação e por isso mesmo reformamos o nosso ônibus para dar um bom conforto aos atletas. Acho que isso não afetará no desempenho dentro de campo, mesmo porque contamos com um elenco de jogadores que já conhece o Campeonato Mineiro e todas as suas particularidades. O que importa é que o trabalho de preparação para a competição também está sendo muito bem executado pela comissão técnica”, disse presidente do Verdão, Flávio Gomide.

O atacante Felipe Alves já disputou o Campeonato Mineiro pela URT de Patos de Minas e garante que os jogadores irão tirar de letra a questão das longas viagens. “Serão muitos dias andando pelas estradas, mas o importante é o suporte que o clube irá nos dar com a parte de logística e também com um ônibus que traz o conforto necessário para que os jogadores façam uma boa viagem, neste aspecto estamos tranquilos. O foco está realmente na preparação e quando chegar o campeonato, que possamos estar afiados para começar, quem sabe, já com uma grande vitória”, afirmou.

O técnico Felipe Surian também conhece muito bem as distâncias do futebol mineiro por já ter comandado equipes como o Villa Nova, Caldense e Tupynambás. “Minas Gerais é um estado grande e geralmente os times viajam muito mesmo. Neste ano, nós é quem mais vamos andar, mas acredito que com a nossa pré-temporada, que está sendo bem-feita, e com o planejamento de logística do clube, estas distâncias e o tempo em viagens não irão nos atrapalhar”, disse Surian.
 
Viagens do UEC – Ida e volta
Caldense         Poços de Caldas         910 km
América          Belo Horizonte           1.090 km
Tupynambás   Juiz de Fora                 1.600 km
Cruzeiro          Belo Horizonte           1.090 km
Boa Esporte    Varginha                     1.120 km
Tombense       Tombos                       1.800 km









 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »