29/11/2019 às 08h00min - Atualizada em 29/11/2019 às 08h00min

Espetáculo “Simples Assim” é exibido no Teatro Municipal de Uberlândia

Baseado em crônicas de Martha Medeiros, peça terá duas sessões neste sábado (30)

ADREANA OLIVEIRA
Georgiana Góes, Pedroca Monteiro e Julia Lemmertz | Foto: Divulgação

Ao ler a sinopse de “Simples assim”, espetáculo teatral que chega a Uberlândia para duas sessões neste sábado (30), no Teatro Municipal, a repórter foi levada ao disco “V”, lançado pela Legião Urbana em 1991. Entre outros temas nada leves, há nele composições que falavam do cotiando de um casal que vai morar junto (“O mundo anda tão complicado”), da situação econômica caótica diante do Plano Collor (“Teatro dos Vampiros”) e trazia versos como “Vem cá, meu bem, que é bom lhe ver/ O mundo anda tão complicado / Que hoje eu quero fazer tudo por você” e ainda “Voltamos a viver como há dez anos atrás/ e a cada hora que passa envelhecemos dez semanas”.

Mas o que as músicas do saudoso Renato Russo e seus companheiros Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá têm a ver com “Simples assim”? A comédia e baseada em crônicas de Martha Medeiros, escritora contemporânea que por meio de seus textos fala sobre como é viver na nossa realidade tão complexa. O público uberlandense teve a oportunidade de ver outra produção inspirada em seus textos, “Doidas e Santas”, com Cissa Guimarães, que também passou pela cidade.

Agora, Uberlândia é a única cidade no interior do Brasil a receber a peça que estreou em São Paulo e já foi apresentada no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Palmas, Fortaleza e Porto Alegre. As sessões do sábado marcam o encerramento da turnê 2019 do espetáculo. “Em todas tivemos uma resposta linda e afetuosa do público, e estamos felizes de encerrar o ano em Uberlândia, que acolhe sempre tão bem o teatro”, disse a atriz Julia Lemmertz protagonista do espetáculo ao lado de Georgiana Góes e Pedroca Monteiro.

“A gente espera vocês lá no teatro pra celebrar a vida, nem sempre tão simples assim, mas tentando despertar o melhor da gente. O teatro é uma experiência presencial extraordinária! Ficamos muito gratos em podermos viajar com essa peça e chegar a tantos lugares, não nos percam!”, convida a atriz.

Muitas pessoas conseguem se identificar com as crônicas de Martha Medeiros e transpor isso para o palco foi um exercício conjunto entre a equipe, liderada pelo diretor Ernesto Piccolo. A própria Martha se encarregou de escolher e adaptar junto com a dramaturga Rosane Lima as crônicas dos livros “Simples assim” e “Quem imaginou que viver daria nisso” para o palco “Elas fluem muito bem e meio que se misturam, nós nos revezamos em vários papéis, é muito dinâmico e divertido pra gente fazer a peça”, disse Julia.

Nas dez cenas, os atores se revezam em diferentes papeis que tratam com bom humor e ironia a loucura da vida hoje em dia, com tanta interferência tecnológica, com a falta de tempo, qualidade de presença na vida.

“É sobre viver nesse planeta, sobre o fim, a morte, é um espetáculo que faz refletir também, relaxado pelo riso. Eu faço quatro personagens, cada um é de um jeito, tem uma composição bem definida. A criação veio através do que é proposto no texto e a criação junto com o Piccolo, nosso diretor e o figurino. Piramos juntos”, conta a atriz.

E é mesmo preciso pirar, criar, imaginar e trabalhar neste mundo em que“É a verdade o que assombra/ O descaso o que condena/ A estupidez o que destrói/ Eu vejo tudo que se foi/ E o que não existe mais” (“Metal contra as nuvens”).

Os ensaios para “Simples Assim” começaram em abril e a estreia foi em 31 de maio, desde então, os atores e equipe seguem na estrada. Sobre os colegas de cena e o diretor, Julia afirma que teve a melhor das sortes. “São meus companheiros, amigos da vida em cena e fora dela, somos parceiros, nos divertimos e tenho muita admiração por eles, aprendo muito também. Neco [Ernesto Piccolo] é meu amigo há muito tempo, meu irmão nessa vida, e Georgiana e Pedroca conhecia já de ver seus trabalhos e já era fã dos dois”.

Para Julia, assim como para a Legião lá em 1991, o mundo anda realmente muito complicado... “Mas porque a gente complicou. Voltar à simplicidade é um luxo nesses tempos, e uma necessidade. Vivemos acumulando coisas que não precisamos, perdendo tempo onde não nos acrescenta nada, deixando de estar perto de quem a gente gosta pra ficarmos grudados num telefone esperto escrevendo sozinhos pra se comunicar com que a gente gosta. Muito louco isso”, disse Julia que não nega as maravilhas do mundo tecnológico, só não esperava que nos exilasse da vida real às vezes.

“’Simples assim’ fala disso, e veio de encontro a muita coisa que eu também penso, foi e é um encontro bem inspirador”, explicou Julia.

E para terminar por aqui, mais versos da Legião e seu “V”, de “Sereníssima”, inspirados em fatos reais, assim como as crônicas de Martha Medeiros que o Municipal recebe amanhã: “Minha laranjeira verde, por que está tão prateada?/ Foi a lua dessa noite, do sereno da madrugada?/ Tenho um sorriso bobo, parecido com soluço/ Enquanto o caos segue em frente/ Com toda calma do mundo”.

SERVIÇO
O QUE: “Simples Assim”
QUANDO: sábado (30), sessões às 18h30 e 21h
LOCAL: Teatro Municipal de Uberlândia
INGRESSOS: R$ 100 (setor central) e R$ 70 (setor lateral) – ambos com meia-entrada disponível. À venda na Lynx Óptica (Av. Getúlio Vargas, 1.655, Tabajaras), loja Provanza do Pátio Vinhedos, Start Shop (Av. Rondo Pacheco) e pelo site megabilheteria.com (com taxa de conveniência)
CLASSIFICAÇÃO: livre
INFORMAÇÕES: 99866 1727

FICHA TÉCNICA
Texto e adaptação: Martha Medeiros e Rosane Lima | Direção Artística: Ernesto Piccolo | Elenco: Julia Lemmertz, Georgiana Góes e Pedroca Monteiro | Produção e idealização: Gustavo Nunes | Cenografia: Clivia Cohen | Projeções Cênicas: Rico Vilarouca / Renato Vilarouca | Figurino: Helena Araújo e Alfaiataria Conrado | Luz: Felício Mafra | Trilha Sonora: Rodrigo Penna | Visagismo: Uirandê Holanda | Produtora de Elenco: Yolanda Rodrigues | Preparação Corporal: Cristina Moura | Designer e Fotos: Victor Hugo Ceccato | Marketing/ Designer: Julliana Della Costa | Preparação Vocal: Rose Gonçalves | Cenógrafo Assistente: José Cohen | Cenotécnica: Humberto Silva e Humberto Silva Jr. | Assistente de direção: Neuza Caribé | Assistente Designer: Bruno Karvan | Assistente de Produção: Patrícia Nunes | Assistente Financeiro: Jéssica Veiga | Assistente de Diretor de Palco: Gleison Brito | Operador de Luz: Ari Nagô | Operador Multimídia: Janser Barreto | Produção Executiva: Glauce Carvalho | Coordenação de Produção: Lúcia Souza | Financeiro e Prestação de Contas: Helber Santa Rita | Apoio: Lojas Pompéia e Veirano Advogados | Apresentado por Bradesco Seguros | Produção Original: Turbilhão de Ideias Entretenimento | Assessoria de Imprensa nacional: Arteplural | Produção local: Carlos Guimarães Coelho e Maíra Pelizer – Uberlândia na Rota do Teatro | Assessoria de Imprensa local: Serifa Comunicação











 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »