31/10/2019 às 07h59min - Atualizada em 31/10/2019 às 07h59min

Uberlândia recebe torneio internacional de tênis

Atletas de pelo menos nove países disputam vagas para as Paralimpíadas em 2020

EDER SOARES
Da esquerda para a direita: Rafael Medeiros, top 3 do Brasil; Raphael Moraes e Gustavo Carneiro | Foto: Divulgação

Sessenta atletas de vários países estão em Uberlândia para um dos torneios mais importantes do calendário internacional do tênis em cadeira de rodas. A partir desta quinta (31) até domingo (3), acontece pela primeira vez no Praia Clube o Brasil Wheelchair Tennis Open, uma parceria da organização do torneio com a Confederação Brasileira de Tênis (CBT), Federação Mineira de Tênis (FMT), Praia e a Prefeitura de Uberlândia.

O torneio faz parte do Circuito Uniqlo de Tênis em Cadeira de Rodas da Federação Internacional de Tênis (ITF), que soma pontos para o ranking internacional e é fundamental para que os paratletas somem pontos visando classificação para os Jogos Paralímpicos do Japão 2020.

Estarão nas quadras de saibro do Praia atletas dos estados de São Paulo, Distrito Federal, Goiás, Santa Catarina, Espírito Santo, Minas Gerais e de países como Argentina, Chile, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Guatemala, Inglaterra, Estados Unidos e toda a Seleção Brasileira de tênis em cadeira de rodas, que esteve presente nas Paralimpíadas do Rio de Janeiro em 2016. A competição é aberta somente para atletas e acompanhantes.

O principal uberlandense na disputa é Gustavo Carneiro, que está na luta por uma das vagas do Brasil para o Japão 2020. Atualmente, o atleta mineiro é o 37º do ranking mundial. Ao final de junho do ano que vem, ele precisará estar figurando pelo menos entre os 45 melhores do mundo.

Para o torneio de Uberlândia, Gustavo ainda enfrenta uma lesão no obro, a mesma que o incomoda desde abril. Mesmo assim, sem se considerar um dos favoritos, ele espera fazer uma boa competição. Depois, até fevereiro do ano que vem, a meta é ficar 100% curado da lesão e garantir uma posição para ir a Tóquio. “Esse é um torneio de nível muito forte, com vários jogadores que estão entre os 20 melhores do ranking mundial. Minha expectativa infelizmente não é boa, já que estou com uma séria lesão no ombro e ela está me impossibilitando de jogar bem”, disse Carneiro.

Um dos organizadores do torneio no Praia Clube é o técnico da Seleção Brasileira de tênis em cadeira de rodas, Raphael Moraes. “Este evento é de extrema importância para os atletas que iniciam um novo ciclo para as Paralmpíadas de Tóquio. É uma competição de grau bem elevado em termos de premiação e pontuação”, disse Raphael.





 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »