22/10/2019 às 07h30min - Atualizada em 22/10/2019 às 07h30min

Belo Horizonte recebe oficina sobre tradução do clássico “Grande Sertão: Veredas”

Ação reúne 30 participantes na Fundação Clóvis Salgado

DA REDAÇÃO
Alison Entrekin fará a nova tradução para 2021 | Foto: Christina Rufatto/Divulgação

A capital mineira recebe, nesta terça-feira (22) e quarta (23), em iniciativa do Itaú Cultural, na Fundação Clóvis Salgado, a oficina Processo de Tradução do livro “Grande Sertão: Veredas”. A ação reúne 30 participantes, entre tradutores, escritores e acadêmicos, inscritos e selecionados para o encontro, no qual serão abordados aspectos mais complexos da tradução desse clássico de João Guimarães Rosa. A obra vem sendo desde 2017 traduzida para o inglês pela tradutora australiana Alison Entrekin, que conduzirá esta e outras duas oficinas sobre o tema pelo país.

Alison, radicada no Brasil, traduziu livros de Chico Buarque, Clarice Lispector, Paulo Lins, Adriana Lisboa, Cristovão Tezza, Eva Furnari e Daniel Galera, entre outros. Escreve uma coluna sobre tradução na revista “Pessoa”.

Durante os dois dias de atividade em Belo Horizonte, Alison discute com os participantes sobre trechos já traduzidos “Grande Sertão: Veredas”, assim como realiza traduções coletivas de outras partes do livro. Em dezembro, é a vez de São Paulo receber a ação, que já aconteceu no Rio de Janeiro.

O projeto de tradução de Grande Sertão: Veredas de português para inglês está previsto para ser concluído até 2021.




 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »