06/10/2019 às 08h00min - Atualizada em 06/10/2019 às 08h00min

Caminhada é aliada do corpo e da mente

Parque do Sabiá é o local preferido dos praticantes de caminhada em Uberlândia, mas praças e ruas também são utilizadas

EDER SOARES
Atividade oferece vários benefícios à saúde | Foto: Eder Soares

Existem inúmeras maneiras de praticar atividade física como forma de controlar o peso, ganhar qualidade de vida, tendo muito mais disposição para o dia a dia. Além de manter o equilíbrio entre corpo e mente, uma atividade regular ajuda a aliviar o estresse. É o caso da tradicional caminhada, que pode ser feita em praticamente qualquer lugar, seja em ruas, praças, parques e até mesmo na zona rural em meio a campos e plantações. Caminhar em meio à natureza e conversando entre amigos, ou casais, renova as energias e nos prepara para um futuro mais saudável.

A reportagem buscou a ajuda de especialistas nas áreas de educação física e da psicologia que deram dicas para quem ainda não se decidiu possa se inteirar dessa atividade tão simples, mas que traz benefícios inimagináveis.

Em Uberlândia, o Parque do Sabiá é sem dúvidas o espaço preferido dos adeptos. Diariamente, milhares de pessoas de todas as idades trocam passos na pista de caminhada em qualquer horário. O começo das manhãs e fins de tardes, no entanto, são os momentos de maior movimento.

O padre Hudson Inácio de Almeida, de 50 anos, não abre mão de fazer a sua caminhada todos os dias. Já se passaram cinco anos da tomada de uma decisão que não teve prescrição médica, mas sim a vontade de mudar os hábitos com uma atividade que aliasse saúde e meditação. “Acho que além da parte física, vem também a questão mental. Você caminha, olha a natureza, as águas, as pessoas e isso nos renova em todos os sentidos. Só faz bem caminhar em um ambiente tão cheio de vida e luz”, disse.

Já o aposentado Nelson Andrea, 72, caminha pelo Parque do Sabiá há 20 anos. Ele iniciou a atividade em função de problemas cardíacos, mas desde então nunca mais quis parar. “A caminhada faz parte da minha vida como um todo. Se eu parar é como parar de me alimentar, não tem como viver. Aqui, passo a passo, alivio os problemas e ainda mantenho a saúde sempre em dia”, afirmou.
Maria Silva Oliveira, 46 anos, mora no bairro Santa Mônica, a poucos quarteirões do Parque do Sabiá, mas somente há seis meses tomou a decisão de aproveitar o espaço em meio à natureza. Alguém tem dúvidas de que a vida da auxiliar administrativa melhorou? “Meu médico sempre me exigia fazer uma atividade e eu sempre adiando, mas há seis meses tomei a decisão de vir um dia no parque e, daí por diante, passei a não me perdoar por não ter vindo antes. É viciante, é prazeroso e minha vida mudou para melhor, com certeza, pois a atividade física ao ar livre não tem nem como descrever o quanto faz bem para a mente também”, conta.
 
PROFESSOR
O professor de educação física André Vital da Luz é especialista em exercício fisio e treinamento desportivo, além de atender como personal trainer. Segundo ele, a caminhada é uma das atividades físicas mais recomendadas por não exigir muita preparação física e, ainda sim, melhorar significativamente a qualidade de vida. Vital cita um estudo feito em 2010 no qual apontou que adultos que caminhavam por 40 minutos, três vezes por semana, durante um ano, exibiram crescimento na região do hipocampo cerebral, região que é associada à memória espacial.

“Isso significa que o simples ato de caminhar algumas vezes por semana pode melhorar sua função cerebral, sem contar que previne o Alzheimer e a demência em idades avançadas, e ajuda a manter a mente ativa. Caminhar aumenta os níveis de serotonina, o hormônio da felicidade que relaxa o corpo. O exercício da caminhada pode ser feito em qualquer lugar, se for realizado em meio à natureza é melhor ainda, faz bem para o corpo, humor e mente”, disse Vital.

“A vida moderna nos exige muito, o cérebro fica sobrecarregado a ponto de o pensamento criativo se esvair. Pesquisas apontam que caminhar rodeado pela natureza melhora a criatividade em até 50%, agora imagine caminhar todos os dias na natureza ou em um parque”, completa.
 
ORIENTAÇÃO

Caminhada é bom para a saúde mental
Aparecida Silva Souza é psicóloga, analista transacional, palestrante e consteladora familiar. Em suas sessões, sempre há indicação para os pacientes fazerem atividades físicas. Segundo ela, a caminhada é oferecida constantemente devido aos benefícios notórios para a parte psicológica das pessoas. “No que diz respeito à saúde mental fazer atividades físicas ao ar livre, tais como yoga, ciclismo e caminhada, proporcionam efeitos positivos relacionados ao humor e a autoestima, bem-estar e uma maior presença no aqui e agora”, disse a psicóloga.

“Caminhar alguns minutos ao ar livre, todos os dias, gera um aumento na produção de adrenalina e permite que a pessoa fique mais disposta e alerta no decorrer do dia, o que auxilia em uma melhor qualidade do sono, já que o corpo solicita descanso e adormece mais facilmente tendo um sono de melhor qualidade. Sabe-se que dormir bem auxilia na manutenção do bom humor, da alegria e da memória, e diminuição do estresse”, afirmou Aparecida.

Ainda segundo a profissional em psicologia, caminhar também ajuda a aumentar os circuitos cerebrais e reduz os riscos de problemas de memória e atenção. Ao caminhar com regularidade por alguns minutos, o corpo libera endorfinas as quais melhoram o humor e a sensação de bem-estar, possibilitando que a pessoa se sinta mais feliz.

“Além disso, o fato de estar ao ar livre, caminhando, permite-nos receber estímulos ambientais tais como: olfativos, visuais e auditivos, os quais colaboram para uma sensação de leveza e organização dos pensamentos. Sempre indico caminhadas ao ar livre para os meus clientes, especialmente para aqueles que sofrem de excesso de futuro, pensamentos acelerados, e os que chegam ao consultório em estado depressivo, levando em consideração as condições psicológicas e emocionais para iniciarem tais atividades”, finalizou.
 
DICAS
 
Caminhada na gravidez
A caminhada também é benéfica para a gravidez já que ajuda a reduzir os pés inchados no final do dia, melhora o sono da gestante, ajuda a relaxar, previne o aumento de peso em excesso e diminui o risco de ocorrência de pré-eclâmpsia e diabetes gestacional.
 
Emagrecer com a caminhada
Para que a caminhada seja saudável e queime calorias é importante andar rápido, mantendo a velocidade, de forma que a respiração acelere e não seja possível conversar facilmente, contrair os músculos da barriga simultaneamente, mantendo a postura correta e balançando os braços vigorosamente, o que ajuda a melhorar a circulação sanguínea.

Se for feita diariamente, a caminhada vai contribuir para o emagrecimento e para a perda da barriga, podendo-se queimar até cerca de 400 calorias por hora e aproximadamente 2,5 cm de barriga por mês. Além disso, quando feita num local tranquilo e com boa paisagem pode ser um ótimo tratamento para controlar o estresse.
 
É bom caminhar em jejum?
A caminhada em jejum não é benéfica para a saúde, pois pode causar tonturas, enjoos e desmaios, já que o indivíduo pode não ter açúcar no sangue suficiente para caminhar. Assim, o ideal é a ingestão de uma refeição ligeira, com carboidratos e fruta, como pão de cereais e suco de fruta, por exemplo, antes do exercício, evitando refeições muito volumosas para não se sentir desconfortável.
 
Cuidados ao caminhar
- Utilizar calçado confortável e roupas leves
- Beber 250 ml de água por cada hora de caminhada
- Utilizar filtro solar, óculos escuros e chapéu ou boné para se proteger do sol
- Evitar horários mais quentes, como entre às 11h e às 14 h, e ruas muito movimentadas
- Fazer exercícios de alongamento antes e depois da caminhada, como alongar as pernas e os braços, para ativar a circulação e prevenir as cãibras
- Estes cuidados na caminhada ajudam a prevenir problemas de saúde, como lesões, desidratação, insolação ou queimaduras solares.
 
BENEFÍCIOS DA CAMINHADA
- Prevenção de doenças crônicas (hipertensão, diabetes e doenças cardiovasculares)
- Melhora da qualidade de vida (menos estresse e ansiedade  e mais qualidade no sono)
- Reduz dores musculares e nas articulações
- Fortalecimento dos músculos de membros inferiores
- Melhora do sistema imunológico
- Melhora o equilíbrio reduzindo a queda principalmente em idosos.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »