15/09/2019 às 08h00min - Atualizada em 15/09/2019 às 08h00min

Os encantos de "Ivan e o Pássaro de Fogo”

Temporada de estreia do espetáculo traz seis apresentações até o final do mês em Uberlândia

ADREANA OLIVEIRA
Rique e Luque levam o público a uma viagem lúdica na nova produção dos Truões | Foto: Douglas Luzz/Divulgação

Estreou neste final de semana a temporada de “Ivan e o Pássaro de Foto”, 13º espetáculo da Trupe de Truões, que vem trabalhando na montagem desde o início do ano. As apresentações seguem neste domingo (15) e nos próximos dois finais de semana deste mês, sempre às 18h no Ponto dos Truões.

O trabalho da Trupo de Truões vem sempre envolto em muitos desafios, muitas narrativas, frutos de mais de 17 anos dedicados à pesquisa artística relacionada à produção cênica para crianças e jovens através de técnicas de ressignificação de objetos e do corpo do ator, narração e a música em cena.

“Ivan e o Pássaro de Foto” traz inspiração nas duplas cômicas com uma leve pitada de surrealismo. Os produtores acreditam que conseguirão emocionar e divertir o público. Na sinopse, dois truões – Rique e Luque – circulam pelo mundo em busca de histórias para contar. No lugar e na hora marcada, deparam-se com uma árvore que tem como frutos guarda-chuvas. A guardachuveira também guarda uma história fascinante escondida em sua raiz: a saga de Ivan, um rapaz russo que, interessado no mistério do pássaro da pena de fogo, parte em busca da conquista da sábia Ielena. Rique e Luque se aproveitam da presença dos espectadores para compartilharem esta história.

Segundo Ronan Vaz, que assina a direção junto com Paulo Merísio, o espetáculo, além de belo, traz várias sutilezas. Ainda no prólogo do espetáculo, os contadores provocam os espectadores a pensar sobre o ofício do artista, comentando a importância das artes para a economia criativa e trazendo algumas referências, como a oposição que se apresenta na fábula “A cigarra – artista – e a formiga – operária”.

Ele comenta ainda que, dialogando com a pesquisa que a Trupe vem fazendo em sua trajetória sobre temas urgentes no teatro para a infância e juventude, há também uma licença poética, Ielena, personagem coadjuvante da história, originalmente é apresentada apenas como uma bela princesa, mas que em nossa versão da história aparece como uma sábia cientista.

FIGURINO
Rique e Luque usam figurinos inspirados nos personagens cômicos do cinema mudo. Inicialmente os figurinos são apresentados com poucas cores, com algumas variações de tom da cor azul. Com o desenrolar da história outras cores e detalhes com inspiração em padrões da estamparia russa (que estão escondidos dentro do figurino –  meias, camisa, verso do paletó, etc.), vão se revelando juntamente com a história contada.

CENOGRAFIA
A ambientação faz referência à obra “Esperando Godot”, de Samuel Beckett e se resume a uma árvore. O tom poético e surrealista se dá pelos frutos que brotam nesta árvore – guarda-chuvas – e pela caixa que fica em sua raiz guardando a história.

Outro elemento importante é a bicicleta usada pelos personagens para ir até o local marcado com a história. Trata-se de uma bicicleta usada no século passado para fazer entregas de mercearias na casa dos clientes em cidades do interior. É uma referência às carroças de artistas de rua que viajavam de cidade em cidade para realizar seu ofício.

TRILHA SONORA
A trilha sonora do espetáculo instiga a criação de uma atmosfera lúdica em diálogo com as cenas e narrações dos personagens. Efeitos sonoros, trilha musical gravada e músicas compostas para o espetáculo – executadas pelos atores ao vivo – são elementos importantes da história e da construção de uma relação entre personagens-história-público.
 
SERVIÇO
O QUE: espetáculo "Ivan e o pássaro de fogo"
QUEM: Trupe de Truões
QUANDO: domingo (15) e nos dias 21, 22, 28 e 29 de setembro, sempre às 18h
LOCAL: Ponto dos Truões (Av. Ana Godoy de Souza, 381, Santa Mônica)
INGRESSOS: R$ 30 (inteira) R$ 15 (meia)
CLASSIFICAÇÃO: Livre
INFORMAÇÕES: 3237-9440
 
FICHA TÉCNICA
“IVAN E O PÁSSARO DE FOTO” – TRUPE DE TRUÕES
Direção: Paulo Merisio e Ronan Vaz | Elenco: Lucas Mali e Ricardo Augusto | Dramaturgia: Lucas Mali, Paulo Merisio, Ricardo Augusto e Ronan Vaz | Cenografia: Paulo Merisio | Cenotécnica, Figurino, Maquiagem e Iluminação: Ronan Vaz | Trilha Sonora: Danilo Aguiar e Ana Clara Guerra | Composição música ao vivo: Lucas Mali | Operação de som: Amanda Barbosa | Produção e Viabilização de montagem: Ronan Vaz e Ricardo Augusto | Produção Executiva: Ernane Fernandez | Design gráfico: Rafael Michalichem | Realização: Trupe de Truões


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »