07/07/2019 às 08h00min - Atualizada em 07/07/2019 às 08h00min

Walewska quer conquistar bi da Superliga pelo Dentil/Praia

Uma das atletas mais experientes na atualidade do voleibol brasileiro, a central parte para a quarta temporada em Uberlândia

EDER SOARES
Foto: Praia/Divulgação

O Dentil/Praia Clube está com a equipe praticamente pronta para a temporada 2019/2020 do voleibol brasileiro e internacional. Ainda neste mês, os trabalhos começam na Arena Praia com as jogadoras que não estão com as seleções nas competições pelo mundo. Entre as atletas praianas estará mais uma vez a central Walewska Oliveira, que fará a sua quarta temporada no Praia. Aos 39 anos, ela retorna depois de uma temporada atuando pelo Osasco (SP). Ídolo da torcida, Wal, como é carinhosamente chamada por companheiras de equipe e torcedores, a campeã olímpica pela Seleção Brasileira quer repetir a temporada 2017/2018, quando ela, como capitã do time, levantou o troféu de campeão da Superliga.

A primeira temporada de Walewska em Uberlândia foi durante a Superliga 2015/2016, quando o Praia foi vice-campeão. Ao todo, a experiente jogadora subiu ao pódio por três vezes na competição nacional defendendo o Praia. Entre o vice-campeonato e o título na temporada retrasada, ela também conquistou o terceiro lugar em 2016/2017.
 
Pela Seleção Wal também fez história, conquistando ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim (2008) e bronze em Atenas (2004), além da prata no Mundial em 2006. Essas são as maiores conquistas de uma das principais jogadoras de vôlei do Brasil, que ano após ano vem adiando aposentadoria, muito em virtude da dedicação aos treinamentos e do biótipo físico que a privilegia a ter longevidade dentro de um esporte extremamente competitivo.
 
Em meio às merecidas férias, em Belo Horizonte, Wal topou bater um papo com a reportagem do Diário de Uberlândia. Ela fala da sua alegria em retornar a Uberlândia, sobre a nova filosofia do clube na montagem do elenco e sobre a sua expectativa para mais uma dura temporada do voleibol brasileiro e internacional.
 
Diário: O que falar desse retorno ao Dentil/Praia Clube. O que você espera conquistar?
Wal: Minha volta é desafiadora. E é isso que me motiva a cada ano. Não é fácil manter um projeto vitorioso fora do eixo Rio-SP. Apenas, realmente, com um patrocinador apaixonado e buscando sempre o aperfeiçoamento do projeto.
 
Diário: o que você espera em temos de competitividade na próxima Superliga?
Wal: O Praia Clube vem se mantendo nas últimas temporadas entre os três melhores do Brasil. Trabalharemos sempre para melhorar essa colocação. Com muito empenho, carinho e comprometimento chegaremos ao título mais uma vez. É com este pensamento que estamos retornando.
 
Diário: O Praia tem como filosofia para esta temporada, a de trazer jogadoras que já passaram pelo clube, todas com histórico positivo. Isso poderá ajudar na sua opinião?
Wal: A base mantida aliada aos reforços tem sido nos últimos anos a estratégia de equipes multicampeãs. Afinal, temos provas de que essa receita dá certo, inclusive no próprio Praia que sempre mantém as bases das equipes, ano após ano.
 
Diário:
Pela movimentação do mercado, você enxerga quais equipes com mais chances de título na próxima Superliga?
Wal: A Superliga está cada ano mais equilibrada. As equipes têm montado elencos fortes e que jogam em conjunto. Como na temporada 2018/2019, penso que teremos uma disputa de pelo menos cinco equipes pelo título da competição nacional. É difícil dizer quais vão brigar pelo título, mas posso garantir que o Praia é um dos candidatos.
 
Diário: Como será para você jogar com a Carol, atualmente uma das melhores centrais do mundo ?
Wal: A Carol vem se mostrando um pilar do Dentil/Praia Clube. Essa nova geração está muito bem representada por centrais muito competentes. Será um prazer conhecê-la e ajudá-la no que for preciso.
 
Diário: Você está partindo para os 40 anos. Qual é o segredo de tamanha longevidade dentro de um esporte que exige tanto da parte física? Você tem uma ideia de quando irá encerrar a carreira?
Wal: Estou jogando porque me preparei muito fisicamente para esse momento. Enquanto estiver efetivamente jogando e tiver disposição me dedicarei ao voleibol. Não penso em uma data específica para parar, acho isso depende de uma série de fatores. Prefiro viver o momento e pensar em aposentadoria quando chegar a hora.
 
Diário: A sua afinidade com o clube e com a cidade de Uberlândia contaram muito para o seu retorno?
Wal: A cidade de Uberlândia e o Praia Clube respiram voleibol. Ver esse projeto crescendo me emociona e me dá energia para lutar cada vez mais para retribuir o carinho que a cidade tem por nós jogadoras.
 
Diário: Mande um recado para o torcedor praiano?
Wal: Aos torcedores praianos, que sempre estiveram presentes, deixo o meu muito obrigada pelas mensagens de boas-vindas. Farei o possível, dentro e fora de quadra, para retribuir todo o carinho que eu e as minhas colegas temos recebido.
 
Até o momento, o elenco praiano conta com 14 jogadoras já anunciadas para a próxima temporada das disputas. Confira abaixo a relação. 

ELENCO
Nicole Fawcett
Fernanda Garay
Carol Silva
Michelle Pavão
Suelen Pinto
Lais Vasques
Ananda Marinho
Francynne
Claudinha
Vivian
Monique Pavão
Pri Daroit
Walewska
Angélica
 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »