28/05/2019 às 08h23min - Atualizada em 28/05/2019 às 08h23min

Após 3º lugar, Asul busca apoio para Copa Brasil

Equipe de surdos luta para viabilizar R$ 16 mil para participar da Copa Brasil em Fortaleza

EDER SOARES
(Divulgação)
O time de futsal da Associação dos Surdos de Uberlândia (Asul) voltou de Vitória (ES) com o terceiro lugar da Copa Sudeste. Agora, a equipe volta as atenções na disputa da Copa Brasil, em novembro, em Fortaleza (CE). Além dos treinamentos, a Asul se esforça para conseguir apoio financeiro, já que corre risco de perder o torneio por falta de orçamento.

Na decisão de terceiro lugar da Copa Sudeste, disputada no último domingo (26), o time uberlandense venceu a ASSP (SP), nos pênaltis (4 a 3), depois de empatar no tempo normal por 2 a 2. Antes, nas semifinais, a Asul acabou derrotada por 4 a 0 pelo Alvorada (RJ), equipe que é considerada uma das melhores do Brasil. Alguns destaques do time no certame foram o goleiro Thiago, que pegou dois pênaltis na disputa de terceiro. Paulo Vitor, foi o artilheiro da competição assinalando dez gols. Outro destaque no último duelo foi o atleta Luciano, que fez o gol de empate no último minuto atuando como goleiro linha. 

O técnico da equipe, Lúcio Cruz Silveira Amorim, que também é surdo, comemorou o resultado conquistado pela Asul. “Foi muito bom ficar em terceiro lugar em uma competição que teve um nível técnico tão alto. Isso nos dá um ânimo muito grande para seguir a preparação visando outras competições”, disse.

O foco da equipe agora se volta na preparação que visa a disputa da Copa Brasil, que acontecerá entre os dias 15 e 17 de novembro em Fortaleza. Mas a equipe que treina no ginásio da Associação dos Surdos, no bairro Luizote de Freiras, encontra dificuldades financeiras e pode até não participar da competição por falta de dinheiro. Segundo Lúcio Cruz, o custo para a viagem gira em torno de R$ 16 mil, quantia que a equipe não tem e precisará correr atrás para tentar viabilizar.

O time conta com um repasse anual de R$ 10 mil da Prefeitura, mas que é, segundo Lúcio, suficiente apenas para custear uma competição. “Queremos estar na Copa Brasil, mas vai depender de apoio financeiro. Vamos tentar algum apoio, apesar de saber que não será fácil. Quem quiser nos procurar, qualquer ajudar será muito bem-vinda ”, finalizou.

Os interessados em apoiar o projeto de futsal da Asul podem mandar mensagem para o e-mail
[email protected], ou através do WhatsApp 3499242-7752. 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »