27/04/2019 às 08h30min - Atualizada em 27/04/2019 às 08h30min

Em busca do acesso, Verdão tenta voltar à elite no ano seguinte a queda

Primeiro jogo das semifinais será na Arena do Calçado em Nova Serrana; Verdão tem vantagem sobre o adversário

DA REDAÇÃO
Em partida disputada no Estádio Parque do Sabiá, pela primeira fase, o Verdão venceu o Serranense por 3 a 0 (Vilmar Silva)
O Uberlândia Esporte Clube pega a estrada neste domingo (28) rumo a nova Serrana, para o primeiro duelo das semifinais do Campeonato Mineiro – Módulo II. A partida contra o Serranense será na segunda-feira (29), ás 20h, na Arena do Calçado, e terá transmissão ao vivo via internet pelo site Mycujoo, em parceria com a Federação Mineira de Futebol (FMF). Como teve melhor campanha na fase classificatória, o Verdão jogará por dois resultados iguais (empates ou vitória e derrota pelo mesmo placar. O jogo de volta acontece no Estádio Parque do Sabiá no dia 5 de maio, um domingo, às 10h.

O Verdão busca quebrar uma marca. O clube, que foi rebaixado do Módulo I no ano passado, jamais em sua história conseguiu retornar a elite do futebol mineiro no ano após a queda. Com o último descenso, foram cinco rebaixamentos desde 1997, quando aconteceu pela primeira vez e com acesso em 1999. A segunda queda veio em 2002, com retorno em 2005 e queda no ano seguinte (2006). Em 2008, sob o comando do técnico José Maria Pena veio mais um acesso e nova queda em 2010, dessa vez o técnico Evair Paulino, ex-craque do Palmeiras.

Foi a partir daí o maior período do Uberlândia Esporte no Módulo II, que na verdade é a legítima segunda divisão estadual. A equipe permaneceu na divisão de acesso de 2011 até 2015, quando comandado pelo técnico Paulo César Catanoce e com os empresários Kriss Corso, Wangner Ribeiro e Márcio Malamud, veio o título da competição o tão esperado acesso.

No ano passado, depois de disputar por três anos seguidos o Módulo I, o clube acabou amargando a lanterna da competição e acontecendo a quinta queda. Neste ano, o clube alviverde luta mais uma vez para entrar entre os 12 times que integrarão a primeira divisão do Campeonato Mineiro, e onde o Verdão poderá voltar a sonhar com a escalada nas competições nacionais. Somente os três melhores times do interior e que não estão em nenhuma das três principais divisões nacionais (A, B e C) garantem vagas para a Série D do ano seguinte. No caso do Verdão, ele precisará disputar o Módulo I de 2020, em caso de acesso, e garantir uma vaga somente para 2021.

JOGO

Para o jogo contra o Serranense, o Verdão terá força máxima. O atacante Fernandinho que estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo, mas também se recuperando de uma lesão, está pronto para o jogo.  Como todos os treinamentos da semana foram fechados para a imprensa, fica a dúvida de quem será o último homem do meio de campo e que vai trabalhar ao lado de Carlos Magno. Fernandinho e o experiente Ewerton Maradona brigam pela vaga.

Com as experiências de vários acessos no futebol brasileiro, sejam em competições nacionais ou estaduais, o técnico Ademir Fonseca garante que a equipe vai com muita vontade para voltar de Nova Serrana com um bom resultado. Apesar da vantagem do regulamento a favor, o Verdão não jogará, segundo ele, para empatar.

“O resultado sempre depende do contexto do jogo, mas a ideia é jogar para vencer, sempre, é claro respeitando o adversário que tem qualidades e fez uma bela campanha. Temos que jogar, ter muita atenção, procurar antecipar, bloquear todas as jogadas e quando tivermos a bola no pé não desperdiçar as chances”, disse Ademir, que só divulgará a escalação minutos antes da partida.

Segurança na meta do Verdão, o goleiro Diego alerta também para o jogo aéreo do Serranense. “Vamos implantar uma marcação forte e isso poderá obrigar a equipe deles a cruzar bolas na nossa área, pode ser um tipo de situação recorrente no jogo e que precisamos estar bem posicionados para interceptar estas jogadas. O grupo está muito unido, focado no objetivo e vamos voltar para casa com um bom resultado”, afirmou.

FICHA TÉCNICA

UEC
Diego; Jefinho, Tayron, Adriano e Guilherme; Rogério, Luiz Alexandre, Carlos Magno e Maradona (Fernandinho); Aslen e Jhulliam.
Técnico: Ademir Fonseca

Serranense
Túlio; Osiel, Paulo Roberto, Vinicius e Dener De; Hugo, Miguel, Felipe Rodrigues e Wendel; Milla e Thiaguinho.
Técnico: Gustavo Brancão
 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »