26/04/2019 às 08h09min - Atualizada em 26/04/2019 às 08h09min

A importância da oralidade nas religiões afro-brasileiras

DA REDAÇÃO
Documentário será lançado hoje e estará disponível no YouTube em maio (Divulgação)
Será lançado nesta sexta-feira (26), em Uberlândia, o documentário “Cantigas de Orixá”, no Ponto dos Truões, às 19h. O documentário se desenvolve a partir do diálogo da equipe com uma liderança religiosa sobre três grandes conceitos utilizados historicamente nas ciências Humanas e Sociais (a música, a cultura e a religião) e consumiu mais de um ano de pesquisa. A produção estará disponível em 30 dias no YouTube (Canal Cantigas de Orixá) e nas demais redes sociais do projeto a partir de amanhã.

Isley Borges, diretor e pesquisador, conta que o processo de desenvolvimento do documentário foi marcado por ampla pesquisa bibliográfica e etnográfica que levou às abordagens teórica e da experiência. Além de revisitar uma significativa bibliografia sobre musicalidade afro-brasileira, a equipe vivenciou o cotidiano de uma casa de candomblé ao longo de um ano.

O produtor executivo e jornalista Nasser Pena afirma que a obra pode servir de suporte pedagógico para educadores, além de ser uma importante documentação que trata da importância da oralidade afro-brasileira. Para ele, “Cantigas de Orixá” revela uma dimensão primordial das religiões de matriz africana, o poder da voz, da palavra, do canto, da invocação.

O trabalho traz como resultado um olhar complexo sobre o candomblé ketu e as facetas da musicalidade na tradição afro-brasileira – constituída por um ponto de encontro de influências yorubanas, um dos maiores grupos étnico-linguísticos da África Ocidental; e latino-americanas - e produz um espaço sacro de representação da essencialidade das divindades africanas, denominadas orixás.

Além de Borges e Pena, o projeto tem a colaboração do cinegrafista Roberto Camargos, da editora Thaneressa Lima, da gestão administrativa da jornalista Raissa Dantas e do designer gráfico Carlos Gabriel Ferreira e foi viabilizado pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Pmic) e apoio do Cecorè – Centro Cultural Orè – Egbè Ilé Ifà, que surgiu na cidade há aproximadamente 20 anos e funciona como um importante espaço cultural e templo religioso.

A noite desta sexta marca ainda o lançamento do site “A Cabaça” (acabaca.com.br), sobre cultura e ancestralidade.

SERVIÇO

O QUÊ: Lançamento do documentário “Cantigas de Orixá”.
QUANDO: hoje, às 19h
ENTRADA FRANCA
ONDE: Trupe de Truões (Av. Ana Godói, 381, Santa Mônica)
INFORMAÇÕES: 3237-9440
 
MÍDIAS SOCIAIS
: fb.com/cantigasdeorixa | instagram.com/cantigasdeorixa

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »