23/04/2019 às 08h01min - Atualizada em 23/04/2019 às 08h01min

Uma revolução lenta, mas constante

Terceira edição da Fashion Revolution em Uberlândia começou nesta segunda-feira (22) e tem atividades gratuitas até domingo (28)

ADREANA OLIVEIRA
A designer de moda Marília Tavares é a representante da Fashion Revolution em Uberlândia (Divulgação)
Uma revolução pode começar com apenas uma pergunta: você usaria a roupa que está vestindo hoje se soubesse que sua confecção, entre outros processos, contou com trabalho escravo?

Começou ontem e segue até domingo a Semana Fashion Revolution, campanha anual que acontece em mais de 100 países com o objetivo de mobilizar pessoas para atuar por uma indústria da moda mais justa, segura e transparente. O evento deve movimentar cerca de 275 milhões de participantes ao redor do mundo. No Brasil, são mais de 80 faculdades, 51 cidades de 19 estados e o Distrito Federal, vão realizar atividades para debater a futura indústria da moda, que respeita as pessoas e o planeta com trabalho justo e decente, proteção ambiental e igualdade de gênero.

Em Uberlândia esta é a terceira edição da Fashion Revolution, que tem como representante local a designer de moda e professora Marília Tavares. “Na primeira edição eu nem fiquei sabendo e no ano passado já houve um certo engajamento, porém, neste ano temos mais entidades envolvidas e espero que cheguemos a mais pessoas”, disse ela, que começou a participar do evento quando morava em Belo Horizonte, em 2014.

As atividades deste ano, ao contrário das anteriores, chegará a cinco locais da cidade: faculdade Esamc, Instituto Ipê Cultural, PUC Minas, Fiemg (com atividades da Faculdade da Costura), Praça Sérgio Pacheco e espaço Nosso Trampo.

Para Marília, mais do que participar ativamente das atividades, espera-se que, a cada ano, as pessoas saibam realmente qual a proposta do evento. “Não adianta ter muita gente envolvida se metade dela não conhece o que estamos buscando. As pessoas, hoje em dia, tão absortas na publicidade constante, compram sem precisar e sem se questionar. Estamos trabalhando para que a moda continue a girar de forma sustentável”, afirmou.

As atividades, oficinas e palestras contam com pessoas de diferentes perfis e segmentos, cada uma falando de sua especialidade. Este é o foco neste ano. Marília Tavares notou que ao juntar duas palavras como moda e desfile muitas coisas não caminharam como deveriam. “A ideia é juntar pessoas e não discutir quem é melhor. Trabalhamos muito tempo por uma programação rápida na Semana mas a ideia é que durante todo o ano aconteçam atividades que conscientizem as pessoas para que cheguem em abril de 2020 mais propensas para a proposta”, disse Marília, que espera que a Semana aconteça em mais espaços públicos na cidade.
 
SAIBA MAIS

A Semana Fashion Revolution 2019 começa no Dia da Terra, 22 de abril, e traz ações positivas que todos e todas podem adotar para reduzir a pegada de carbono das roupas, além de destacar o impacto devastador da indústria da moda no aquecimento global. Brasil afora serão realizados mais de 500 eventos, com atividades diversas, como palestras, trocas de roupas, exibição de filmes, painéis de discussão, rodas de conversa e oficinas.

A sustentabilidade da indústria da moda está cada vez mais sob escrutínio, mas as violações dos direitos humanos, a desigualdade de gênero e a degradação ambiental também continuam abundantes. Pesquisa da Global Slavery Index encontrou 40,3 milhões de pessoas em situação de escravidão moderna em 2016, das quais 71% são mulheres. Os dados mostram que as peças de vestuário estão entre os itens com maior risco de serem produzidos por meio da escravidão moderna.

O assédio sexual, a discriminação e a violência baseada em gênero contra as mulheres são endêmicos na indústria global de vestuário, em que elas representam 80% da força de trabalho global. A produção mundial de têxteis emite 1,2 bilhões de toneladas de gases de efeito estufa por ano, mais do que os voos internacionais e o transporte marítimo combinados. Estamos produzindo 53 milhões de toneladas de fibras para confeccionar roupas e têxteis anualmente, apenas para aterrar ou queimar 73% dessas fibras.

A Semana Fashion Revolution 2019 encorajará as pessoas a reconhecer o impacto pessoal e valorizar a qualidade em detrimento da quantidade. O debate ocorrerá sob três pilares: mudanças na indústria, culturais e políticas. "Moda revolucionária é aquela que faz bem para todos: para a Terra, para quem fez e para quem usa. Lembrar que moda, representatividade e liberdade devem estar na mesma página”, diz Fernanda Simon, Diretora Executiva nacional da Semana.

THE TRUE COST

Uma das motivações da Semana Fashion Revolution vem do documentário “The True Cost”, de Andrew Mrogan, disponível na Netflix. Em 2013 ele foi impactado por uma foto na capa do “The New York Times” que mostrava dois meninos que andavam na frente de uma parede gigante com anúncios de pessoas desaparecidas. Ao ler a história, viu que se tratava do colapso da fábrica de roupas em Dhaka, Bangladesh, que tirou a vida de mais de mil pessoas e feriu milhares em 2013. Vale a pena assistir.

HOJE (23)
Oficina "Bordado Livre" para Iniciantes
Condução: Mariely Dalmônica e Lorena Tavares
Horário: 9h
Local: Instituto Ipê Cultural
Endereço: Rua Tupaciguara, 600, Aparecida.
Inscrição: bit.ly/2vgmy5A
 
Workshop: Identidade Visual e Consumo Sustentável
Condução: Daniela Clemente
Horário: 15h
Local: Instituto Ipê Cultural
Inscrição: bit.ly/2DqTSeL
 
AMANHÃ (24)
Workshop: A Engenharia do Vestuário
Condução: Marília Tavares (Escola Livre de Modelagem)
Horário: 16h
Local: Instituto Ipê Cultural
Inscrição: bit.ly/2PkMXZn
 

Oficina de Customização de Roupas e Acessórios.
Condução: Sonia Medeiros e Naiara Santos
Horário: 19h
Local: Esamc Uberlândia (Bloco C - Laboratório de Moda)
Endereço: Av. Vasconcelos Costa, 270, Centro.
Inscrição: bit.ly/2UuYkij
 
Roda de Conversa: "A importância das mulheres no cenário político nacional"
Convidada: Dr.ª Jorgetânia Ferreira (UFU)
Horário: 19h
Local: Instituto Ipê Cultural
Inscrição: bit.ly/2UrdPYB
 
PROGRAMAÇÃO FACULDADE DA COSTURA
Local: Fiemg Uberlândia (Auditório)
Endereço: Av. João Naves de Ávila, 206, Centro.
Inscrição: bit.ly/2Zp6qgf
 
Rodada de Palestras: Revolução na Moda
Introdução sobre o movimento "Fashion Revolution"
Horário: 19h
-Slow Fashion & Movimentos Sustentáveis
Condução: Prof.º Danilo Zei
Horário: 19h20h

Upcycling & Propósito
Condução: Prof.ª Ana Paula Rios
Horário: 19h40

Consumo consciente: Como planejar um guarda-roupa inteligente
Condução: Daniela Clemente
Horário: 20h
Roda de Conversa: Palestrantes + Convidados:
Camila Dórea (Yellow Monkey) e Tony Massa (Instituto Ipê Cultural)
 
QUINTA (25)
Workshop: Gastronomia Consciente
Condução: Gustavo Zadrozny
Horário: 15h
Local: Santa Comedoria
Endereço: Nicodemos Alves dos Santos, 331, Saraiva
Horário: 15h
Inscrição: bit.ly/2ZhSmVw
 
Vivência: Análise Transacional no combate da Ansiedade
Convidado: Cláudio Lima (CRP 04/50164)
Horário: 16h
Local: Instituto Ipê Cultural
Inscrição: bit.ly/2DnLtZu
 
Roda de Conversa: "Moda Antirracista"
Convidados: Iusley da Mata + João Nicomedes (Cultura Preta)
Horário: 19hs
Local: Instituto Ipê Cultural
Inscrição: bit.ly/2VnEN89
 
SEXTA (26)
Oficina "Roupinhas para Bonecas"
(Programação Especial para Crianças)
Condução: Marília Tavares (Escola Livre de Modelagem)
Horário: 9h
Local: Instituto Ipê Cultural
Inscrição: bit.ly/2GCiTWx
 
Workshop: Alimentação Consciente
Convidada: Nutricionista Bárbara Nunes
Horário: 15h
Local: Instituto Ipê Cultural
Inscrição: bit.ly/2ZthAjI
 
Meditação Zazen: Respiração e Postura Conscientes
Condução: Monja Myoden
Horário: 18h
Local: Instituto Ipê Cultural
Inscrição: bit.ly/2Zrc55i
 
SÁBADO (27)
COMPOSTE-SE!
Oficina de Composteira Doméstica
Condução: Eng. Ambiental Guido Oliveira
Horário: 10h
Local: Instituto Ipê Cultural
Inscrição: bit.ly/2Gpi7KZ
 
Oficina "Faça você mesma": Saia Godê
Condução: Marília Tavares (Escola Livre de Modelagem)
Horário: 14h
Local: Instituto Ipê Cultural
Inscrição: bit.ly/2INssD9
 
PROGRAMAÇÃO PUC MINAS - UBERLÂNDIA
Endereço: Rua Varginha, 149, Daniel Fonseca
Local: Sala 109
Inscrição: bit.ly/2UojuOX
 
A Justiça da Moda:
08h30: Exibição do documentário “The True Cost”
10h10: Apresentação do APP para o Ministério Público sob condução da Prof.ª Nathália Assis Valentim
10h30: Debate sobre o documentário “The True Cost” com mediação da Prof.ª Graziella Ferreira Alves.
11h30: Workshop de Maquiagem Vegana, Natural e Orgânica com a Prof.ª Nathália Assis Valentim
12h30: Encerramento e Hasteamento da Bandeira de Retalhos
 
DOMINGO (28)
Intervenção Ambiental Urbana:

Não mate. Plante uma Árvore!
Condução: Eng. Agrônomo Luiz Carlos Carvalho
Horário: 9h
Local: Praça Sérgio Pacheco
Endereço: Av. João Pessoa, Centro
Aberto ao Público – sem necessidade de inscrição
 
Zazen de Rua
Condução: Monja Myoden
Horário: 11h
Local: Praça Sérgio Pacheco
Aberto ao Público – sem necessidade de inscrição
 
Estamparia Criativa com Stencil e Carimbos.
Condução: Guideki (Estúdio Farândola)
Horário: 14h
Local: Nosso Trampo
Endereço: Rua Barão de Camargos, 514, Centro
Inscrição: bit.ly/2DtYj8B
 
Exposição de Desenhos: "Rastro de Tinta" + Exibição do documentário "Trail of Ink" + Roda de Conversa "Lowsumerism"
Convidado Especial: Surpresa
Horário: 17hs
Local: Nosso Trampo
Aberto ao Público – sem necessidade de inscrição
 
ENCERRAMENTO -
HAPPY HOUR NO QUINTAL
Não polua.Traga o seu copo. Vai ter cerveja!*
Horário: a partir das 18hs
Local: Nosso Trampo
*Se for beber, não dirija nem bicicleta!
Aberto ao Público – sem necessidade de inscrição

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »