23/04/2019 às 07h56min - Atualizada em 23/04/2019 às 07h56min

Soprano brasileira vive Adina em espetáculo

DA REDAÇÃO
Carla Cottini, radicada em Berlim, volta à terra natal (Caio Galucci/Divulgação)
A soprano brasileira Carla Cottini, atualmente residente em Berlim, iniciou sua trajetória no papel de Adina, em “O Elixir do Amor”, de Gaetano Donizetti. O espetáculo entrou em cartaz no último final de semana e tem sessões nos dias 24, 26 e 28 de abril no Teatro Palácio das Artes em Belo Horizonte.

Estar no papel de Adina é uma grande realização para Carla, que afirmou estar muito grata pela oportunidade porque Adina é uma menina inteligente, culta e muito madura para a idade dela.

“O Elixir do Amor”, uma das óperas mais amadas de Gaetano Donizetti, é um espetáculo em dois atos que estreou no Teatro della Canobbiana de Milão, na Itália, em 1832. Com poesia e música criadas em duas semanas, por encomenda do gerente do teatro, a história original se passa em uma aldeia basca no final do século 18, onde Nemorino, um rapaz ingênuo e pobre, apaixona-se por Adina, moça rica, que está interessada em Belcore, um militar de passagem pela região. Nemorino encontra no Elixir do Amor, comercializado pelo charlatão Dulcamara, o remédio para solucionar o seu mal de amor.

Vencedora do Prêmio Revelação no 10º Concurso de Canto Maria Callas em 2011, Carla Cottini se destaca por integrar em suas performances sólida técnica vocal, grande musicalidade e marcante presença cênica. Desde 2011, interpreta papéis protagonistas de renomadas óperas de Mozart, Donizetti, Puccini, Massenet, Humperdinck, Lehar, Strauss, entre outro.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »