09/04/2019 às 07h59min - Atualizada em 09/04/2019 às 07h59min

Atlético esquece Mineiro e foca na Libertadores

Alvinegro precisa vencer para seguir com chances de classificação na competição sulamericana

EDER SOARES
Ricardo Oliveira: “Será um jogo dos mais difíceis até agora na temporada” (Bruno Cantini/Atlético-MG)
Garantido em mais uma final de Campeonato Mineiro, depois de golear o Boa Esporte por 5 a 0, no último domingo (7), no Mineirão, o Atlético começou ontem a preparação visando a partida desta quarta-feira (10), pela quarta rodada da Libertadores. O Galo encara o Cerro Porteño em Assunção, no Paraguai. Os comandados do técnico Levir Culpi ocupam a terceira colocação do grupo E com três pontos, enquanto o time paraguaio lidera com nove. Uma vitória é fundamental para as pretensões alvinegras de seguir com chances de seguir para a fase de mata-mata da competição.

O técnico Levir Culpi falou da expectativa para o jogo contra o Cerro Porteño. “Imagino, para quarta-feira, um ambiente completamente diferente, um ritmo de jogo também diferente, até com relação a parte tática, entrega física e disposição técnica. A Libertadores, por si só, inclui alguns elementos que transformam a competição, principalmente na questão física”, disse Levir.

Eleito pela equipe da Rádio Itatiaia como o melhor jogador em campo na partida contra o Boa Esporte, o artilheiro Ricardo Oliveira se mostra otimista para o duelo pela Libertadores e na confirmação da recuperação atleticana dentro da competição sul-americana.

“Agora temos que virar a chave e pensar no Cerro. Será um jogo dos mais difíceis até agora na temporada e no qual precisamos conquistar pontos, não existe outra alternativa. O importante é que a equipe sabe muito bem o que precisa fazer dentro de campo para brigar de igual para igual, e de preferência trazer uma vitória para Belo Horizonte”, afirmou.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »