31/01/2019 às 08h18min - Atualizada em 31/01/2019 às 08h18min

ATU é convidada a sair da sede no Mercado

ADREANA OLIVEIRA
Entidade ocupa o espaço que pertence à Secretaria de Agropecuária | Foto: ATU/Divulgação
Uma discussão em torno da utilização do Box 48 do Mercado Municipal de Uberlândia deve gerar impacto na cena cultural de Uberlândia. O espaço, cedido à Associação de Teatro de Uberlândia (ATU), desde 2001, foi requisitado pela Secretaria Municipal de Agropecuária, Abastecimento e Distritos, administradora do espaço, que trabalha na modernização de sua área gastronômica.

Segundo Ricardo Augusto, eleito para presidência da ATU em 2017, o acordo entre a Prefeitura Municipal de Uberlândia (PMU) e a ATU deu-se principalmente pela contribuição da entidade com a cena cultural da cidade ao ser a proponente, via lei Rouanet, da construção do Teatro Municipal de Uberlândia, hoje um dos locais mais requisitados da cidade para produções locais, nacionais e até internacionais.

Ele explica que apesar de não haver um documento formal de cessão do espaço ele assinou um termo em 2017 que permitia sua utilização pela ATU até 2020 podendo ser renovado por mais 10 anos. “Ficou de se publicar um decreto para formalizar esse termo, o que não foi feito e no ano passado fui convidado a assinar um documento que pedia nossa saída até 31 de dezembro de 2018”, disse Ricardo Augusto.

Ele afirmou ainda que a Secretaria Municipal de Cultura (SMC), por meio da secretária Mônica Debs, foi sempre parceira na intermediação deste assunto com a secretaria de Agropecuária. Em assembleia extraordinária realizada na segunda-feira (28) ficou definido um encontro ainda a ser agendado com Mônica para reavaliar a questão.

A SMC cedeu à ATU uma sala administrativa na Oficina Cultural, porém, não atende às necessidades da instituição. “A sede não abriga somente as questões administrativas da instituição. Serve como ponto de encontro de artistas que estão em processo de montagem de espetáculos, que precisam ensaiar e não têm como fazer isso em horário comercial porque a maioria não sobrevive do fazer artístico”, explica Ricardo, que completa que muitas pessoas que utilizam o espaço já contavam com ele – por conta da flexibilidade de horário e dias de uso, inclusive finais de semana - para ensaios de projetos aprovados no Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PMIC) deste ano.

Com início das atividades em 1981 a ATU afirma que o Box 48 do Mercado é o ideal para seu funcionamento de acordo com a realidade dos associados e está aberta a pensar, junto com o poder público, em uma forma que esse espaço ofereça uma contrapartida cultural para o Mercado Municipal. “O Mercado é um dos lugares que mais recebe turistas na cidade e acreditamos que com a ATU nesse espaço a cultura local pode ser um atrativo a mais. Já criamos um vínculo com a comunidade dos arredores e queremos mantê-lo”, disse Ricardo Augusto.

Walkiria Nunes, secretária municipal de Agropecuária, Abastecimento e Distritos, afirma reconhecer a importância do papel da ATU na cena cultural de Uberlândia, tanto que cedeu o espaço gratuitamente por 10 anos, sem nenhum documento formal. “Fizemos alguns estudos para ampliar as condições dos espaços de bares e restaurantes do Mercado e o box 48 faz parte dessa reestruturação. Pela lei, todos os espaços públicos devem ser licitados e ele não é. Para nos adequarmos à lei 866 que dispõe sobre isso e melhorar a comodidade e adequação sanitárias dos restaurantes do local precisamos daquele espaço”, disse a secretária.

Ela afirma ainda que a Prefeitura valoriza e quer manter a parceria com a ATU, uma forma de comprovar isso é a cessão do espaço da Oficina Cultural. “Tudo deve ser conversado, eles podem se adequar aos horários e se for o caso podemos até estudar outro espaço do município que possa atendê-los melhor”, explicou Walkíria Nunes.

Ricardo Augusto disse que segue o diálogo. Ângela Parreira de Oliveira Botelho, Diretora Presidente da 13ª Subseção da OAB/MG, enviou um ofício ao prefeito Odelmo Leão solicitando a revisão do processo n°7661/2017 que trata da negociação sobre a sede da ATU.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »