28/12/2018 às 08h12min - Atualizada em 28/12/2018 às 08h12min

De olho no Minas, Praia para por apenas dois dias

Time uberlandense lidera competição e fará clássico no dia 4 de janeiro

EDER SOARES
Atletas praianas terão folga apenas nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro | Foto: Ascom/Praia
Líder invicto da Superliga Feminina de Vôlei, o Dentil/Praia Clube terá apenas dois dias de folga antes de sua principal partida pela competição nacional, na próxima sexta-feira, dia 4 de janeiro, às 21h30, na Arena Praia, contra o vice-líder Minas Tênis. Mesmo se perder, o Praia, que soma 23 pontos, ainda não poderá ser superado pelo seu arquirrival, que tem 18 pontos. A partida fechará a nona rodada, penúltima da primeira fase. O grupo uberlandense, liderado por Paulo Coco, descansará apenas nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro, retornando aos trabalhos no dia 2.

Algumas marcas individuais das jogadoras explicam a boa campanha do Praia Clube no torneio, que até o momento conquistou oito vitórias, sem nenhuma derrota. O time uberlandense mantém algumas jogadoras entre as cinco melhores em fundamentos importantes. A oposta Nicole Fawcett, por exemplo, é a segunda melhor sacadora e a quarta maior pontuadora. A central Carol segue como a segunda melhor bloqueadora e a quinta atacante mais eficiente, enquanto a líbero Suelen está em quarto lugar no ranking de melhor recepção.

Dentro das oito vitórias conquistadas, o Praia acumula 26 sets vencidos e apenas dois perdidos. São sete vitórias por 3 sets a 0 e uma por 3 a 2. Para o técnico Paulo Coco, os números mostram o equilíbrio e crescimento do time dentro da Superliga, que é considerado um dos campeonatos mais competitivos de todo o mundo.

“A equipe vem evoluindo em cada fundamento, aprimorando a parte técnica e tática, o que naturalmente irá melhorar ao longo da competição, até chegarmos aos playoffs, no qual o nosso primeiro objetivo é para nos classificarmos em primeiro lugar. Acho que os números da equipe e também individuais são bons, mas ainda podemos melhorar e vamos em busca disso, mas de uma forma gradual”, disse Coco.

Entre as melhores da competição, a central Carol entende que a partir do segundo turno, a tendência é que as demais equipes evoluam e o Praia tenha mais trabalho para se manter no topo. “Vejo que o desempenho individual é importante, mas me preocupo mais quando meu trabalho está inserido dentro de um contexto individual. Não adianta você estar como a melhor dentro de seus fundamentos, mas isso não se traduzir em resultados para a equipe. Acho que estamos no caminho certo, pois nosso grupo trabalha sempre pensando em evoluir e nunca se acomodar”, afirmou.

Para a líbero Suelen, a partida ante o Minas será o melhor parâmetro para uma avaliação real da equipe. “Elas nos venceram na final do Campeonato Mineiro e logicamente, agora, jogando em nossa casa, vamos fazer de tudo para ganhar. Acho que será um grande jogo, talvez o melhor da Superliga até agora, pelo grande momento que as duas equipes vivem. Independentemente do resultado, precisamos ter consciência que a competição é longa e que não podemos nos acomodar em caso de vitória ou achar que está tudo errado em função de uma derrota”, disse.
 
 CLASSIFICAÇÃO SUPERLIGA FEMININA
 
Praia Clube/Dentil 23 pts
Minas Tênis 18 pts
Bauru 18 pts
Fluminense 16 pts
Curitiba 16 pts
Rio de Janeiro 15 pts
Barueri 14 pts
Osasco 12 pts
Brasília 9 pts
10º Pinheiros 9 pts
11º São Caetano 5 pts
12º Camboriú 1 pt
 
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »